Você está aqui: Página Inicial / EVENTOS / New Kids on the Block: Debates Contemporâneos em Paleoantropologia

New Kids on the Block: Debates Contemporâneos em Paleoantropologia

por Richard Meckien - publicado 18/10/2019 16:27 - última modificação 18/10/2019 16:27

New Kids on the Block: Debates Contemporâneos em Paleoantropologia é um curso de difusão científica oferecido pelo Instituto de Estudos Avançados (IEA-USP) em parceria com a revista Scientific American, tendo por objetivo abordar as principais discussões e descobertas sobre a evolução dos hominínios.

Ao longo de sua história evolutiva, a espécie humana desenvolveu uma combinação única de características biológicas e culturais que nos separam significativamente de outras formas de vida no planeta. Graças às nossas características, somos uma das espécies com maior dispersão ao redor do planeta, tendo colonizado praticamente todos os continentes e nichos ecológicos disponíveis na Terra. Nosso sucesso se deve, em última análise, à nossa capacidade de modificar o ambiente ao nosso redor, adaptando-o às nossas necessidades em escalas e velocidades nunca antes registradas. Essas características únicas do ser humano fazem com que nossa espécie pareça ser especial e diferenciada das outras formas de vida no planeta, fazendo com que busquemos explicações sobrenaturais para nossa origem. Ainda hoje, grande parte da sociedade mundial defende e promove tais visões para a origem de nossa espécie, apesar de mais de 150 anos de descobertas científicas que mostram que somos o produto de uma série de contínuas inovações evolutivas que ocorreram nos últimos 7 milhões de anos.

O professor Walter Alves Neves, ministrante do curso, tentará conectar as características mais notórias de nossa espécie com o momento em que elas surgiram em nossa linhagem evolutiva, para construir uma perspectiva sobre a longa história evolutiva que resultou no surgimento de nossa espécie. Os alunos terão a oportunidade de explorar:

  1. A diversidade de espécies que caracteriza nossa linhagem evolutiva e o caráter não-linear de nossa evolução.
  2. O momento do surgimento das principais inovações biológicas que definem nossa espécie e sua importância para nossa evolução.
  3. As diferenças e semelhanças entre nossa espécie e os Chimpanzés, que representam a espécie viva mais próxima à nossa do ponto de vista genético e de sua capacidade intelectual.
  4. As circunstâncias ambientais, ecológicas e sociais que permitiram a evolução e o sucesso de nossa espécie.

 

O curso será desenvolvido ao longo de nove aulas (sextas-feiras no período da tarde) com a duração de duas horas cada uma, a partir do dia 18 de outubro de 2019, totalizando 18 horas. Não haverá aulas expositivas, mas sim discussões dos textos previamente distribuídos, que também estarão à disposição dos inscritos no site do IEA-USP.

Coordenação

Walter Alves Neves (IB-USP)

Público-alvo

Interessados em evolução humana, sobretudo alunos de graduação, graduados e pós-graduados, além de professores universitários, todos de qualquer área do conhecimento.

Critérios de avaliação

Notas do Teste de Verificação de Leitura (TVL) e grau de participação em sala de aula. Serão aprovados os alunos que obtiverem nota igual ou superior a 5,0.

Curso público e gratuito | Inscrições encerradas

Critérios de Seleção

Ordem de inscrição. Importante: é fundamental que o participante saiba ler fluentemente em inglês. É desejável que os interessados estejam, no mínimo, inscritos em um curso de graduação.

Cronograma

  • Inscrição: 18 de setembro a 10 de outubro
  • Divulgação da lista de inscritos e da lista de espera: 11 de outubro
  • Confirmação da inscrição mediante comparecimento à primeira aula: 18 de outubro

 

Resultado

Alunos matriculados (70 vagas)
Lista de espera (por ordem de inscrição)

Atenção: A presença no primeiro encontro por parte dos alunos matriculados será utilizada como critério para confirmação de interesse em manterem a vaga, o que permitirá, eventualmente, que os inscritos em lista de espera ocupem vagas remanescentes. Alunos matriculados que não puderem comparecer ao primeiro encontro mas que se comprometem a atingir a frequência mínima exigida para aprovação no curso (75%) deverão confirmar o interesse escrevendo para rkmeckien@usp.br para não correrem o risco de serem desmatriculados. Um aviso a respeito de vagas remanescentes será dado após o dia 18/10 (início do curso).

18/10 | Aula 1: Abertura e funcionamento do curso.

25/10 | Aula 2: Apresentação dos primeiros hominínios. Os achados no Chade dos fósseis que serviram para descrever o Sahelanthropus tchadensis, com idade aproximada de 7 milhões de anos.

Textos para leitura
An Ancestor to Call Our Own | Kate Wong
One Scientist's Quest for the Origin of Our Species | Ann Gibbons
Brain Shape Confirms Controversial Fossil as Oldest Human Ancestor | Kate Wong

01/11 | Aula 3: O Ardipithecus, o Australopithecus, a mistura entre características do gênero humano e características da linhagem dos monos (apes).

Textos para leitura
Long-Awaited Research on a 4.4-Million-Year-Old Hominid Sheds New Light on Last Common Ancestor | Katherine Harmon
How Humanlike Was "Ardi"? | Katherine Harmon
Was "Ardi" Not a Human Ancestor After All? New Review Raises Doubts | Katherine Harmon
Lucy's Baby | Kate Wong
A 3.8-Million-Year-Old Skull Reveals the Face of Lucyʼs Possible Ancestors | Bruce Bower

08/11 | Aula 4: As descobertas em Malapa, na África do Sul, de uma nova espécie: Australopithecus Sediba. Suas características, volume cerebral, discussão sobre sua linhagem. Nova descoberta na África do Sul, o Homo naledi. Seus traços arcaicos e traços modernos. A surpreendente datação do H. naledi. As descobertas dos fósseis humanos mais antigos fora da África, na República da Geórgia. Os crânios de 1,75 milhão de anos de Dmanisi e a enorme diversidade morfológica apresentada.

Textos para leitura
First of Our Kind | Kate Wong
Mystery Human | Kate Wong
Newest Member of Human Family is Surprisingly Young | Ann Gibbons
Stranger in a New Land | Kate Wong
Meet the Frail, Small-Brained People Who First Trekked Out of Africa | Ann Gibbons

15/11 | Feriado

22/11 | Aula 5: O sítio de Shangchen, na China, e as ferramentas líticas que poderiam indicar uma saída humana da África bem antes do que se imaginava. Os problemas na datação de Shangchen. A descoberta no sítio Lomekwi, no Kenya. O material lítico de 3,3 milhões de anos. Se são ferramentas, quem teria feito os artefatos? O achado de uso do fogo há 1 milhão de anos na caverna de Wonderwerk, na África do Sul. O primeiro cozimento dos alimentos pelos humanos.

Textos para leitura
Our Ancestors May Have Left Africa Hundreds of Thousands of Years Earlier Than Thought | Ann Gibbons
The News Origins of Technology | Kate Wong
Humans Tamed Fire by 1 Million Years Ago | Kate Wong
The First Cookout | Kate Wong

29/11 | Aula 6: O aparecimento dos primeiros traços que caracterizam os Neandertais, em Sima de los Huesos, Atapuerca, Espanha. Expressões de comportamentos simbólicos atribuídos a Neandertais. O desaparecimento dos Neandertais. O cruzamento sapiens e neandertais. A presença de genes neandertais nas populações humanas atuais.

Textos para leitura
Neandertal Lineage Began in a "Game of Thrones" World | Kate Wong
Twilight of the Neandertals | Kate Wong
Neandertal Minds | Kate Wong
Did Neandertals Think Like Us? | Kate Wong

06/12 | Aula 7: Novas datações de arte rupestre na Europa: Panel de las Manos, Caverna El Castilho, Espanha. O comportamento dos Neandertais rediscutido. O possível uso de penas como adorno por Neandertais. Caverna Gorham. A mais antiga gravura rupestre em Gibraltar.

Textos para leitura
Old Cave Paintings May Be Creations of Neandertals, Not Modern Humans | Kate Wong
Caveman Couture: Neandertals Rocked Dark Feathers | Kate Wong
World's Oldest Engraving Upends Theory of Homo sapiens Uniqueness | Kate Wong
Ancient Engraving Strengthens Case for Sophisticated Neandertals | Kate Wong
Neandertals Turned Eagle Talons into Jewerly 130,000 Years Ago | Kate Wong

13/12 | Aula 8: A herança genética neandertal no homem moderno. 1% a 4% dos genes das pessoas de fora da África são de neandertais. Os genes relacionados a doenças e a características positivas que deles herdamos. O surgimento do pensamento simbólico. A revolução criativa do
Paleolítico Superior. O fóssil mais antigo com alguns traços típicos do Homo sapiens.

Textos para leitura
Neandertal Genome Study Reveals That We Have a Little Caveman in Us | Kate Wong
Sex with Neandertals Introduced Helpful and Harmful DNA into Modern Human Genome | Kate Wong
Complex Behavior Arose at Dawn of Humans | Ann Gibbons
World's Oldest Homo sapiens Fossils Found in Marocco | Ann Gibbons
The Morning of The Modern Mind | Kate Wong
Why Did Homo sapiens Alone Survive to the Modern Era? | Kate Wong

20/12 | Aula 9: A descoberta de um pequeno hominínio na Ilha de Flores com características muito primitivas, mas datação recente. O “efeito ilha” de encolhimento de mamíferos grandes. O anão Homo floresiensis seria a redução de qual hominínio? Novas descobertas na Jordânia ajudam a explicar o floresiensis. As descobertas em Denisova, Rússia.

Textos para leitura
The Littlest Human | Kate Wong
Rethinking the Hobbits of Indonesia | Kate Wong
How Islands Shrink People | Ann Gibbons
No Bones About It: Ancient DNA from Siberia Hints at Previously Unknown Human Relative | Kate Wong
Ancient Skulls May Belong to Elusive Humans Called Denisovans | Ann Gibbons