Você está aqui: Página Inicial / O IEA / Organização / Instalações

Instalações

por Rafael Borsanelli - publicado 14/10/2014 10:40 - última modificação 15/01/2018 13:30

Após seis anos instalado no 5° andar do bloco K do prédio da Administração Central da USP, o IEA recebe em janeiro de 2018 um novo e maior espaço no térreo do mesmo edifício, onde antes ficavam a Secretaria Geral e a Pró-Reitoria de Pós-Graduação. Após a abertura do espaço, o acesso será feito por entrada exclusiva, localizada à Rua do Anfiteatro, nº 513.

O espaço do térreo conta com uma ala para os pesquisadores e uma ala para a administração, além de dois espaços para eventos, sendo um deles a antiga sala do Conselho Universitário. O plano ainda prevê a revitalização da fachada, além de novo projeto paisagístico.

Histórico

Maquete nova Sede - 1

Clique na foto para acessar o álbum da maquete do prédio

Apesar do projeto aprovado em 2013 para construção de um edifício localizado na Praça do Pôr do Sol da USP, onde ficaria o IEA, o Núcleo de Estudos da Violência (NEV) e o Museu de Arte Contemporânea (MAC), a alteração do plano de obras da Cidade Universitária, em 2014, levou a Reitoria e a Superintendência de Espaço Físico, em entendimento com o Instituto, a reverem os planos para as instalações do IEA.

O projeto para a construção do edifício foi anunciado em setembro de 2013 pela reitoria da USP, no boletim USP Destaques nº 80. O edifício, projetado por Paulo Mendes da Rocha, possuiria 12 andares e se integraria à Praça dos Museus, localizada na Avenida Lineu Prestes, próximo à Portaria 3 da Cidade Universitária.

O IEA apresentou à reitoria, na ocasião, uma proposta de uso dos espaços, de acordo com as atividades acadêmicas desenvolvidas pelo Instituto.

A necessidade de instalações modernas e adequadas, à altura de um Instituto de Estudos Avançados da USP, baseia-se em espaços semelhantes aos de outras Universidades, como pode ser visto no álbum de fotos da rede UBIAS.

Desde sua criação, o IEA ocupa espaços provisórios cedidos pela Reitoria, localizados em complexos administrativos voltados às atividades-meio. Desde 1996, os diretores do Instituto, com o aval de seu Conselho Deliberativo, buscam junto à Reitoria espaço, projeto e recursos para a construção da sede própria. Ao longo dos 29 anos de existência, já se cogitou a instalação da sede em diferentes locais. As principais informações sobre os esforços da direção e as negociações com a Reitoria podem ser acessadas no dossiê Histórico Sede IEA 1996 - 2014.

registrado em: , , ,