Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Professores da USP agora podem concorrer a ano sabático no IEA

Professores da USP agora podem concorrer a ano sabático no IEA

por Mauro Bellesa - publicado 08/09/2015 15:05 - última modificação 18/04/2017 17:21

Medida possibilita participação integral em projetos do Instituto

Na Resolução nº 7.069, que instituiu o Programa Ano Sabático no IEA, o reitor justifica a medida devido à "necessidade de um ambiente adequado à reflexão e da liberação dos docentes de seus encargos didáticos e administrativos para participarem integralmente de projetos" do Instituto.

Zago também destaca a especificidade do IEA, "que tem por objetivo pesquisar e discutir, de forma abrangente, questões fundamentais das ciências, da tecnologia, das artes, da cultura e das demais áreas do conhecimento, estimulando a geração de novas ideias, contribuindo para  a análise de questões sociais e para a formulação de políticas públicas, com a finalidade de integrar cientistas e intelectuais em projetos interdisciplinares".

Numa iniciativa inédita para a USP e para o meio universitário brasileiro, o reitor Marco Antonio Zago baixou resolução no dia 19 de junho que institui o Programa Ano Sabático no IEA, uma antiga aspiração do Instituto.

A partir de 2016, o IEA contará todos os anos com até seis professores da Universidade em período sabático para desenvolvimento de projeto de pesquisa individual.

O programa conta com o apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa, que destinará uma verba específica de auxílio para cada projeto aprovado.

Para disputar uma das seis vagas, os candidatos precisarão ter sete anos de efetivo exercício de suas funções em Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa (RDIDP) e apresentar curriculum vitae e projeto da pesquisa a ser desenvolvida, no qual deverão constar os objetivos, a justificativa e o plano de trabalho para o período sabático desejado (seis ou doze meses). O período de submissão para as pesquisas a serem realizadas em 2016 vai até 6 de novembro de 2015.

Os candidatos deverão apresentar projetos relacionados com e/ou referenciados pelas quatro metacuradorias (O Comum, Transformação, Glocal e Abstração) estabelecidas em 2012 pelo Plano de Gestão do IEA. Todas as instruções sobre a submissão estão disponíveis aqui.

Caberá ao Conselho Deliberativo (CD) do IEA selecionar os contemplados pelo programa, após consulta à Comissão de Pesquisa do Instituto.

Quando de sua inscrição, os candidatos deverão apresentar comprovante de que sua participação no programa foi aprovada pelo conselho de departamento ou colegiado equivalente e pela congregação ou colegiado máximo de sua unidade ou órgão de origem.

Os professores selecionados para o programa atuarão apenas no IEA, ficando dispensados de suas atividades, inclusive as didáticas, na unidade ou órgão que integram. Cada professor no exercício de período sabático terá como atribuições: realizar ao menos uma conferência pública por semestre de participação no programa e produzir um paper inédito e original ou outro produto (livro ou obra de arte, por exemplo). No caso da produção de um paper, este será publicado na revista "Estudos Avançados" e/ou no site do IEA.