Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência seleciona pesquisador de pós-doutorado para trabalhar com Néstor Canclini

Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência seleciona pesquisador de pós-doutorado para trabalhar com Néstor Canclini

por Fernanda Rezende - publicado 22/06/2020 08:15 - última modificação 03/07/2020 08:09

Pesquisadores podem ser das áreas de antropologia, sociologia, ciência política, humanidades, comunicação, artes, história da arte, crítica de arte ou afins.

Néstor Canclini
Néstor García Canclini, que em setembro toma posse como titular da cátedra | Foto: TitiNicola/Wikimedia
A Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência, parceria do IEA com o Itaú Cultural, lançou hoje edital para seleção de um pesquisador de pós-doutorado nas áreas de antropologia, sociologia, ciência política, humanidades, comunicação, artes, história da arte, crítica de arte ou afins. O bolsista irá atuar nas atividades acadêmicas da cátedra, ao lado do titular de 2020-2021, o antropólogo cultural Néstor García Canclini, no projeto "A Institucionalidade da Cultura no Contexto Atual de Mudanças Socioculturais". Leia mais no box.


As inscrições para concorrer à vaga se iniciam em 1º de julho e irão até o dia 20 do mesmo mês, e devem ser realizadas no site do IEA. O selecionado participará do Programa de Pós-Doutorado da USP e receberá bolsa no valor de R$ 7.373,10, por um período de 12 meses (de setembro de 2020 a agosto de 2021), podendo ser prorrogada por, no máximo, mais um ano. O trabalho será em regime de dedicação integral, na sede do IEA-USP (ou a distância, durante o período de isolamento social).

A pesquisa de Canclini na cátedra

Entre 1º de setembro e 31 de agosto de 2021, Néstor García Canclini discutirá na Cátedra Olavo Setubal a questão da institucionalidade da cultura diante das seguintes transformações atuais:

  • o enfraquecimento das instituições culturais públicas e privadas durante a crise neoliberal e a prevalência das aplicações digitais sobre as instituições;
  • as trajetórias dos movimentos independentes em relação à reconfiguração dos mercados culturais e dos hábitos de públicos e usuários;
  • a "descidadanização" da política partidária e as mudanças socioculturais na formação do público;
  • o exercício dos direitos humanos sob os controles tecnológicos, as novas resistências e formas alternativas de organização social.

O bolsista manterá interlocução periódica com o catedrático e com a coordenação da cátedra, acompanhará as atividades realizadas durante a titularidade, e apresentará relatórios parciais e um final.

Para se candidatar, será necessário realizar o upload dos seguintes documentos no momento da inscrição:

1. currículo atualizado;

2. plano de pesquisa que pretende desenvolver, adequado às normas do Programa de Pós-doutorado da USP;

3. carta de apresentação com a motivação e interesse no tema da institucionalidade da cultura no contexto atual de mudanças socioculturais, destacando habilidades e capacitação que contribuam com as atividades da cátedra;

4. algum item de produção acadêmica relacionada às áreas temáticas abrangidas por este edital (artigo, dissertação ou tese etc.).

Seleção

O pesquisador deverá ter comprovadamente desempenho acadêmico e produção científica relacionados ao tema da institucionalidade da cultura e/ou a conceitos como cidadania, consumo, acesso, participação e redes sociais. Espera-se ainda que o candidato tenha experiência em pesquisas sobre tendências em redes e/ou em sociologia ou antropologia de redes. Também é necessário comprovar domínio de espanhol e inglês, e é desejável que tenha experiência profissional ou acadêmica em outro país.

A lista dos candidatos selecionados na primeira etapa do processo será divulgada no dia 3 de agosto, no site do IEA. Entre os dias 4 e 17 do mesmo mês, eles serão entrevistados pela coordenação da cátedra e por Canclini, em conversas em português, inglês e espanhol. O resultado final será publicado no dia 20 de agosto, também no site do IEA.

Foto: Adaptação da original de TitiNicola/Wikimedia