Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Último encontro de jornada que relaciona arte e ciência revisitará discussões do semestre

Último encontro de jornada que relaciona arte e ciência revisitará discussões do semestre

"Encontro com Helena Nader e Paulo Herkenhoff" acontece no dia 5 de dezembro, às 14h, no IEA

Mesa Cátedra Olavo Setubal - 16/08/2019
O matemático Marcelo Viana, a socióloga Maria Arminda do Nascimento Arruda, o curador e historiador da arte Paulo Herkenhoff e o artista plástico Cildo Meireles, durante debate do 4º encontro, no dia 16 de agosto
O 19º e último encontro da Jornada Relações do Conhecimento entre Arte e Ciência: Gênero, Neocolonialismo e Espaço Sideral será um balanço dos debates realizados ao longo do semestre. Encontro com Helena Nader e Paulo Herkenhoff acontece no dia 5 de dezembro, às 14h, no IEA, e é aberto ao público. Não é necessário se inscrever para assistir presencialmente e haverá transmissão ao vivo pela internet.

Titulares da Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência em 2019 e formuladores do programa da jornada, a biomédica Helena Nader e o curador e historiador de arte Paulo Herkenhoff repassarão as discussões acerca das relações entre arte e ciência promovidas durante os 18 encontros realizados entre agosto e novembro.

Nader e Herkenhoff esperam que os participantes integrem a conversa, compartilhando suas impressões em relação à jornada. Uma questão levantada ao longo dos encontros será mais uma vez abordada: “Como a arte, a ciência e a cultura podem resistir ao obscurantismo e pensar a emancipação dos excluídos da sociedade, via o processo da educação?”.

O balanço da jornada terá a contribuição dos convidados Eduardo Saron, Guilherme Ary Plonski e Martin Grossmann.
Textos, notícias, vídeos e fotos dos encontros

Mestre em administração e pós-graduado em turismo cultural, Eduardo Saron é diretor do Instituto Itaú Cultural. Ele falará sobre a “teoria do CEP”, uma “crítica sobre a dinâmica cultural do Brasil recente, os impasses das instituições e a necessidade de promover a educação como modo de levar à participação efetiva dos cidadãos na vida cultural”.

Vice-diretor do IEA e professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade e da Escola Politécnica, ambas da USP, Guilherme Ary Plonski participará da conversa com uma exposição intitulada “A encruzilhada ética na formação da cidadania no Brasil”.

Coordenador acadêmico da cátedra e professor da Escola de Comunicações e Artes da USP, Martin Grossmann será o moderador do debate. Ele é formado em artes plásticas e foi diretor do IEA entre março de 2012 e fevereiro de 2016.

Jornada

Ao longo do segundo de semestre de 2019, a Jornada Relações do Conhecimento entre Arte e Ciência: Gênero, Neocolonialismo e Espaço Sideral abordou diversas e abrangentes discussões envolvendo as relações entre arte e ciência. Palestrantes e debatedores de várias áreas do conhecimento, destacados em suas áreas de atuação, participaram dos encontros, como o líder indígena Dua Busẽ, pajé de 86 anos que vive às margens do Rio Jordão, no Acre, e os artistas plásticos Cildo Meireles e Ernesto Neto.

Mesa Cátedra Olavo Setubal - 07/11/2019
A bancada de discussão durante o 15º encontro, no dia 7 de novembro, que teve a presença do líder indígena Dua Busẽ
Temas científicos, como as mudanças climáticas e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), dividiram espaço com discussões sobre a arte, a exemplo dos encontros que focaram nos movimentos artísticos brasileiros como o Modernismo, a Tropicália, o Concretismo e o Neoconcretismo. Trajetórias de artistas brasileiros como Lygia Clark, Hélio Oiticica, Lygia Pape, Ferreira Gullar, José Celso Martinez, Mário Pedrosa e Oswald de Andrade também foram revisitadas.

O objetivo principal da jornada, entretanto, era justamente conciliar e relacionar as duas áreas. Por isso, muitos encontros exploraram as relações entre arte e ciência na música, na física e na psicanálise, bem como na trajetória dos considerados “artistas cientistas”, como Leonardo da Vinci.

Outros encontros abordaram, ainda, a formação social brasileira, a colonização e a escravidão, as sociedades indígenas do país, a participação das mulheres nas artes e na ciência e a arte afro-brasileira.

Os seminários fizeram parte de uma disciplina de pós-graduação oferecida pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação da USP em associação à Cátedra Olavo Setubal, mas a participação era aberta ao público.

Todos os encontros foram gravados e têm matérias de cobertura. Os textos e vídeos podem ser acessados aqui.



JORNADA RELAÇÕES DO CONHECIMENTO ENTRE ARTE E CIÊNCIA: GÊNERO, NEOCOLONIALISMO E ESPAÇO SIDERAL
19º Encontro - Encontro com Helena Nader e Paulo Herkenhoff
5 de dezembro, 14h
Auditório IEA, Rua da Praça do Relógio, 109, térreo, Cidade Universitária, São Paulo
Eventos gratuitos e abertos ao público - Haverá transmissão ao vivo pela internet
Mais informações: com Claudia Regina Pereira (clauregi@usp.br), telefone (11) 3091-1686
Página do evento

Fotos: Leonor Calasans/IEA-USP