Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Os efeitos da migração na psique

Os efeitos da migração na psique

O tema será discutido pelo psiquiatra e psicanalista Plinio Montagna na conferência "Alma Migrante", que o IEA realiza no dia 18 de novembro, às 17h30, na Sala de Eventos do Instituto.
Plinio Montagna - matéria
O psiquiatra e psicanalista Plinio Montagna

Os deslocamentos geográficos e as mudanças de contexto cultural associados aos movimentos de migração provocam transformações profundas na psique dos indivíduos que migram. O tema será explorado pelo psicanalista Plinio Montagna na conferência Alma Migrante, que o Grupo de Pesquisa Diálogos Interculturais do IEA realiza no dia 18 de novembro, às 17h30, na Sala de Eventos do Instituto.

Relacionado

As debatedoras do encontro serão as professoras Adriana Capuano de Oliveira, do Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal do ABC (UFABC), Sylvia Duarte Dantas, da área de psicologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e coordenadora do grupo, e Ligia Fonseca Ferreira, do Departamento de Letras da Unifesp. A coordenação geral está a cargo de Maura Pardini Bicudo Véras, do Departamento de Sociologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

A exposição de Montagna tratará da centralização e descentralização do sujeito frente aos trânsitos migratórios e se concentrará na interação entre aquilo que é interno e externo aos migrantes, com foco nas questões de identidade.

O psicanalista abordará, ainda, as tensões entre os conceitos de alma e de mente em Sigmund Freud. De acordo com Dantas, ao referir-se à abrangência e essência psíquica dos indivíduos, Freud fala em Seele, termo alemão para "alma". Contudo, como o autor não atribuía à palavra um sentido místico, na tradução de sua obra para o inglês seele foi substituído por mind, ou mente, "ofuscando e reduzindo seu sentido mais profundo".

PERFIL

Psiquiatra e psicanalista, Plinio Montagna fez graduação e mestrado na Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), da qual foi docente, e especializou-se em Psiquiatria Social pelo Social Institute of Psychiatry da London University. Foi editor da Revista Brasileira de Psicanálise e presidente da Federação Brasileira de Psicanálise (FEBRAPSI) e da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP), da qual foi também diretor científico e onde atualmente é professor.


Alma Migrante
18 de novembro, às 17h30
Sala de Eventos do IEA, Rua Praça do Relógio, 109, Bloco K, 5º andar, Cidade Universitária, São Paulo (localização)
Evento gratuito e aberto ao público, sem necessidade de inscrição – Transmissão ao vivo pela web
Informações: com Sandra Sedini, telefone (11) 3091-1678 ou e-mail sedini@usp.br
Ficha do evento: www.iea.usp.br/eventos/alma-migrante

Foto: arquivo pessoal de Plinio Montagna