Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Pesquisadores de Princeton apresentam painel sobre racismo no Caribe

Pesquisadores de Princeton apresentam painel sobre racismo no Caribe

por Flávia Dourado - publicado 11/06/2013 17:30 - última modificação 25/06/2013 09:59

O Lugar da Raça: Debates Caribenhos Contemporâneos é o tema do evento que o IEA promove no dia 27 de junho para discutir a questão racial em Cuba e no Haiti.

Criança haitianaApresentar um panorama do racismo em Cuba e no Haiti por meio de uma abordagem comparativa é o objetivo do painel O Lugar da Raça: Debates Caribenhos Contemporâneos, que se realiza  no dia 27 de junho, às 14h30, na Sala de Eventos do IEA, com exposições de Rachel Price e Nick Nesbitt, ambos professores da Princeton University, EUA, e participação de Omar Ribeiro Thomaz, da Unicamp, como debatedor e de Lilia Moritz Schwarcz, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP como coordenadora.

O evento é uma realização do IEA e da Rede Global Colaborativa "Raça e Cidadania nas Américas" (Raca, na sigla em inglês) (leia abaixo), com  apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP) e da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) da USP. O painel integra a agenda de atividades do acordo de parceria estratégica assinado pela USP e pela Princeton University. A finalidade desse acordo é permitir a docentes e estudantes desenvolver atividades colaborativas de ensino e pesquisa com o suporte institucional das duas universidades.

Atualidade

O tema em discussão no painel será debatido a partir de uma perspectiva interdisciplinar, de forma a contemplar os enfoques cultural, histórico e político da questão. De acordo com os integrantes do Raca, trata-se de uma discussão importante na agenda social brasileira, pois "uma atividade que vise a entender esse fenômeno em países com experiências semelhantes, mas ao mesmo tempo profundamente diferentes, pode enriquecer os debates nacionais".

Eles ressaltam a atualidade do debate proposto, visto que a crítica ao conceito biológico de raça não eliminou o racismo: "Se hoje em dia não se acredita mais numa definição naturalizada do conceito, sabe-se que um 'racismo social' continua presente em nossas práticas mais cotidianas".

O painel será realizado em inglês, com tradução simultânea. Os interessados em participar devem fazer inscrição com Rafael Borsanelli pelo e-mail rborsanelli@usp.br. Quem não puder comparecer poderá acompanhar o evento pela web em www.iea.usp.br/aovivo.

 

Participantes

Rachel PriceRachel Price é professora do Departamento de Línguas e Culturas Espanholas e Portuguesas da Princeton University. Especialista em América Latina, seus trabalhos concentram-se nas literaturas cubana e caribenha, cultura e estudos de mídia. No momento, está envolvida em dois projetos de pesquisa: um sobre a estética cubana contemporânea e outro sobre afeto e escravidão na literatura caribenha do século 19. Em breve, publicará o livro "The Object of the Atlantic: Concretude 1868-1968".

 

 

 

Nick NesbittNick Nesbitt é professor do Departamento de Francês e Italiano da Princeton University. Desenvolve pesquisas sobre a história do Atlântico negro com foco na recuperação, narração e crítica de eventos descontínuos e conceitos sub specie aeternitatis (do ponto de vista da eternidade). Entre as publicações de sua autoria sobre o Caribe estão "Caribbean Critique: Antillean Critical Theory from Toussaint to Glissant" (2013); "Universal Emancipation: The Haitian Revolution and the Radical Enlightenment" (2008); e "Voicing Memory: History and Subjectivity in French Caribbean Literature" (2003).

 

 

 

Omar Ribeiro ThomazOmar Ribeiro Thomaz é professor do Departamento de Antropologia e dos Programas de Pós-Graduação em Antropologia Social e História da Unicamp. Foi pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) por mais de dez anos. Seus trabalhos estão voltados para as áreas da antropologia da guerra e do conflito e da história social africana e caribenha. Nos últimos anos, vem se dedicando a pesquisas de campo em países marcados por conflitos ou por rearticulações locais em torno da noção de pós-guerra, casos de Moçambique e do Haiti.

 

 

 

Lilia Moritz SchwarczLilia Moritz Schwarcz é professora do Departamento de Antropologia da FFLCH. Atuou como pesquisadora nas Universidades de Leiden (Holanda), Oxford (Reino Unido), Brown, Columbia e Princeton (as três dos EUA), sendo global professor da última. Suas pesquisas situam-se na interseção entre a antropologia e a história, com ênfase na antropologia das populações afro-brasileiras, em marcadores da diferença e na história do império brasileiro. Entre seus principais temas de interesse estão identidade social, escravidão, etnicidade e construções simbólicas e imagéticas.

 

 

 

O debate racial e a mobilidade social nas Américas

A Rede Global Colaborativa “Raça e Cidadania nas Américas” (Global Collaborative Network “Race and Citizenship in the Americas“, Raca, http://raceandcitizenship.com) é uma iniciativa cooperativa entre a Princeton University e a USP voltada ao envolvimento de professores e estudantes norte-americanos e brasileiros em uma série de eventos realizados em Princeton e em São Paulo, entre setembro de 2012 e agosto de 2015, em que se busca discutir de forma abrangente os múltiplos aspectos envolvidos no debate racial e relacionados à mobilidade social no continente americano.

Devido à natureza multicêntrica da rede, os estudos por ela promovidos têm caráter eminentemente comparativo, tendo como principais pontos de contraste as realidades brasileira, norte-americana e caribenha.

A rede é coordenada, em Princeton, pelos professores Pedro Meira Monteiro (Department of Spanish and Portuguese Languages and Cultures) e João Biehl (Department of Anthropology) e, na USP, pelos professores Lilia Moritz Schwarcz (Departamento de Antropologia) e Antonio Sérgio Guimarães (Departamento de Sociologia). Tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil, os pesquisadores envolvidos na rede trazem contribuições de áreas diversas, como antropologia, sociologia, história, língua e literatura, ciência política e estudos afro-americanos.

O Lugar da Raça: Debates Caribenhos Contemporâneos
Tipo: evento gratuito, aberto ao público (mediante inscrição prévia) e com tradução simultânea
Data: 27 de junho, às 14h30
Local: Sala de Eventos do IEA, Rua Praça do Relógio, 109, bloco K, 5º andar, Cidade Universitária, São Paulo
Transmissão: ao vivo em www.iea.usp.br/aovivo
Informações: com Rafael Borsanelli (rborsanelli@usp.br), telefone (11) 3091-1664

Fotos (a partir do alto): Lauri Koski, Sergio Delgado, Princeton University, Unicamp e Arquivo de Lilila Moritiz Schwarcz