Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Pesquisadores debatem a atualidade do ensaio “Mal de Arquivo”, de Jacques Derrida

Pesquisadores debatem a atualidade do ensaio “Mal de Arquivo”, de Jacques Derrida

por Victor Matioli - publicado 21/03/2019 17:55 - última modificação 28/03/2019 14:39

O evento acontece no dia 5 de abril entre 9h e 13h, é público, gratuito e não demanda inscrição prévia para participar. Para os interessados que não puderem comparecer, haverá uma transmissão ao vivo das atividades pelo site do IEA.

Jacques Derrida
O filósofo argelino Jacques Derrida | Foto: Arturo Espinosa/Flickr
O Grupo de Pesquisa Direitos Humanos, Democracia, Política e Memória do IEA-USP realizará um seminário para debater as contribuições mais atuais do ensaio “Mal de Arquivo”, de Jacques Derrida. O filósofo argelino, expoente da fenomenologia e do pós-estruturalismo, iniciou uma profunda discussão sobre a concepção tradicional de arquivo em uma conferência realizada em 1994. Anos depois, em 2001, publicou as conclusões da conferência no famoso ensaio que acentua o mal como ingrediente fundamental e participante de qualquer arquivo da história.

O evento acontece no dia 5 de abril entre 9h e 13h, é público, gratuito e não demanda inscrição prévia para participar. Para os interessados que não puderem comparecer, haverá uma transmissão ao vivo das atividades pelo site do IEA.

Segundo os organizadores, além de atualizar o pensamento de Derrida, a intenção do seminário é responder às seguintes perguntas:

Quais as possibilidades e avanços trazidos por Derrida em seu “Mal de Arquivo” para pensar o cenário político contemporâneo?

Quais os aportes oferecidos por esta obra que traz o diálogo crítico com a psicanálise freudiana como fio condutor?

A quais inflexões provoca a psicanálise?

Os três coordenadores do Grupo de Pesquisa estão responsáveis pela organização do encontro: Paulo Endo, professor do Instituto de Psicologia (IP) da USP, Flávia Schilling, professora da Faculdade de Educação (FE) da USP, e José Sérgio Fonseca de Carvalho, também professor da FE-USP. Além deles, participarão do encontro, como expositores, Fábio Landa, psicanalista e escritor, Tânia Corghi Veríssimo, psicanalista e mestranda no IP-USP, Paulo Henrique Fernandes Silveira, professor da FE-USP, e Priscila Arantes, diretora e curadora do Paço das Artes.


Pensando o Mal de Arquivo: Memória, Psicanálise, Política e Arte
5 de abril, das 9h às 13h
Sala Alfredo Bosi, Rua da Praça do Relógio, 109, térreo, Cidade Universitária, São Paulo
Evento público e gratuito, com transmissão ao vivo pela internet
Não é necessário se inscrever
Mais informações: Sandra Sedini (sedini@usp.br); telefone (11) 3091-1678
Página do evento