Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Pesquisadora indicada pelo IEA é selecionada para segunda edição da Intercontinental Academia

Pesquisadora indicada pelo IEA é selecionada para segunda edição da Intercontinental Academia

A advogada Akemi Kamimura foi selecionada pelo Comitê Cientifico da segunda edição da Intercontinental Academia para ser um dos jovens pesquisadores do programa, cujo tema é Dignidade Humana.
Akemi Kamimura
Akemi Kamimura

O Comitê Científico da segunda edição da Intercontinental Academia escolheu no final de outubro a advogada e militante dos direitos humanos Akemi Kamimura para ser um dos 21 jovens pesquisadores integrantes do projeto. Ela foi um dos três brasileiros indicados pelo IEA para participar da segunda edição, que terá 17 mulheres entre os jovens pesquisadores.

A Intercontinental Academia é um programa da University-Based Institutes for Advanced Study (Ubias), rede que reúne 36 institutos de estudos avançados de universidades de todos os continentes. A primeira edição do programa, organizada pelo IEA-USP e pelo Instituto de Pesquisa Avançada da Universidade de Nagoya, Japão, ainda está em andamento e tem como tema central o Tempo.

A segunda edição, da qual Akemi participará, tem por tema a Dignidade Humana. Os organizadores são o Centro de Pesquisa Interdisciplinar (ZiF, na sigla em alemão) da Universidade de Bielefeld, Alemanha, e o Instituto Israel de Estudos Avançados da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Os dois encontros de imersão dos jovens pesquisadores serão em 2016: o primeiro em março, em Jerusalém, e o segundo em agosto, em Bielefeld.

De acordo com os organizadores, o tema da edição está relacionado com debates éticos e práticos cruciais em várias disciplinas: "A dignidade humana é referida em pesquisas sobre terrorismo (internacional), tortura, guerra (civil), big data e proteção de dados, cuidados em longo prazo, redução da pobreza, seguridade social, minorias, história dos direitos humanos, suicídio assistido, controle de fronteiras e engenharia genética, para mencionar apenas algumas áreas."

Cada sessão de imersão da Academia contará com três ou quatros aulas magnas proferidas por eminentes intelectuais. Alguns dos temas a serem abordados são:

  • o direito constitucional à dignidade humana
  • a dignidade como núcleo dos direitos humanos
  • o reconhecimento da dignidade humana depois de sua negação
  • a dignidade humana na religião

 

Perfil

Akemi é mestre em direitos humanos pela Faculdade de Direito da USP, onde concluiu o bacharelado e especialização na temática. Em 2014, foi bolsista no Instituto Max Planck de Direito Público Comparativo, em Heidelberg, Alemanha. Em 2010, foi aluna do curso Direitos Humanos e Mulheres: Teoria e Prática do Centro de Derechos Humanos da Facultad de Derecho da Universidad de Chile, em Santiago.

Ela tem atuado profissionalmente em projetos e instituições ligados aos direitos humanos desde 2000. Em 2013/2014, foi consultora da Unesco para a coordenação de uma projeto de sistematização de recomendações sobre direitos humanos feitas por organismos da ONU e da Organização dos Estados Americanos (OEA). O objetivo desse trabalho é propor um mecanismos de monitoramento da implementação dessas orientações pelo governo brasileiro.

Akemi espera que sua experiência acadêmica e profissional contribua com o debate sobre o quadro legal internacional sobre direitos humanos a ser debatido na Intercontinental Academia, especialmente no que se refere à igualdade e não discriminação de gênero.

Foto: Camila Rodrigues/SJESP