Vídeos

por Aziz Salem - publicado 10/04/2013 11:05 - última modificação 22/08/2017 08:58

Dirigentes Culturais V: Dos Anos 50 à Atualidade - Justo Werlang

por Sergio R V Bernardo — última modificação 22/11/2017 10:06

A experiência de Justo Werlang como gestor cultural foi apresentada na Pina_ . Werlang falou de sua vivência como diretor-presidente da Fundação Iberê Camargo e da criação da Bienal do Mercosul.

Dirigentes Culturais V: Dos Anos 50 à Atualidade - Justo Werlang - Leia mais…

Dirigentes Culturais III: Dos Anos 50 à Atualidade

por Sergio R V Bernardo — última modificação 01/11/2017 14:05

O Pavilhão da Bienal, no Ibirapuera, recebeu o terceiro encontro da série Dirigentes Culturais: Dos Anos 50 à Atualidade. Paulo Herkenhoff, crítico de arte e curador independente, e Carlos Augusto Calil, ex-secretário de Cultura do município de São Paulo e que já dirigiu diversas instituições, apresentaram suas experiências como gestores da área cultural.

Dirigentes Culturais III: Dos Anos 50 à Atualidade - Leia mais…

Dirigentes Culturais II: Dos Anos 50 à Atualidade - Paulo Emílio Salles Gomes

por Sergio R V Bernardo — última modificação 01/11/2017 13:59

O trabalho e a vida de Paulo Emílio Salles Gomes, fundador da Cinemateca Brasileira, foram apresentados pelo teórico e professor de cinema brasileiro Ismail Xavier. Paulo Emílio foi professor da USP, onde lecionou sobre cinema brasileiro. Ele também organizou o Clube de Cinema em 1940, que foi proibido pelo Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) do Estado Novo. Em 1946, abriu um segundo Clube de Cinema de São Paulo, cujo acervo de filmes originou a Cinemateca Brasileira.

Dirigentes Culturais II: Dos Anos 50 à Atualidade - Paulo Emílio Salles Gomes - Leia mais…

Instituições Culturais 2 - Masp, Bienal e Itaú Cultural

por Sergio R V Bernardo — última modificação 26/09/2017 09:10

Neste encontro, Heitor Martins, diretor-presidente do Masp, e Eduardo Saron, diretor do Itaú Cultural, falaram sobre o papel da cultura na formação e desenvolvimento de São Paulo, a partir da perspectiva das instituições que dirigem. Longe de ter apenas um caráter educativo, a cultura assumiu na capital importante função na economia e na formação da identidade paulistana.

Instituições Culturais 2 - Masp, Bienal e Itaú Cultural - Leia mais…

Instituições Culturais I: Museu Afro Brasil e Sesc

por Sergio R V Bernardo — última modificação 08/11/2017 14:29

Na segunda atividade do ciclo "Cultura, Institucionalidade e Gestão", Danilo Santos de Miranda, diretor regional do SESC-SP, e Emanoel Araujo, que dirige o Museu Afro Brasil, foram os personagens centrais de encontro que discutiu as contribuições das instituições culturais na formação e desenvolvimento de São Paulo.

Instituições Culturais I: Museu Afro Brasil e Sesc - Leia mais…

Arte & Política: Um Retrospecto da Carreira de Ricardo Ohtake

por Sergio R V Bernardo — última modificação 30/08/2017 16:08

A atividade inaugural do ciclo "Cultura, Institucionalidade e Gestão" fez um retrospecto da carreira de Ricardo Ohtake como dirigente cultural na cidade de São Paulo. Os convidados lembraram a trajetória de vida dedicada às artes e à cultura, iniciada no Departamento de Informação e Documentação Artísticas (IDART) da Secretaria Municipal de Cultural no final da década de 1970, quando Ricardo Ohtake liderou o projeto de organização do Centro Cultural São Paulo (CCSP), sendo seu primeiro diretor. De lá para cá, foi secretário da Cultura do Estado de São Paulo, secretário do Verde e do Meio Ambiente da Prefeitura de São Paulo e diretor do Museu da Imagem e do Som e da Cinemateca Brasileira. Atualmente, dirige o Instituto Tomie Ohtake.

Arte & Política: Um Retrospecto da Carreira de Ricardo Ohtake - Leia mais…

Posse Ricardo Ohtake - Cátedra Olavo Setubal de Arte Cultura e Ciência

por Sergio R V Bernardo — última modificação 29/03/2017 17:21

Cerimônia de posse de Ricardo Ohtake como titular da Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência. Ohtake, com notória experiência como formulador e implantador de políticas públicas para a cultura e como gestor de instituições culturais, substitui no cargo o embaixador Sergio Paulo Rouanet, primeiro titular.

Posse Ricardo Ohtake - Cátedra Olavo Setubal de Arte Cultura e Ciência - Leia mais…

Mesa-redonda sobre Machado de Assis - Encerramento da 1ª gestão da Cátedra Olavo Setubal

por Sergio R V Bernardo — última modificação 30/03/2017 15:59

Na última conferência de Sergio Paulo Rouanet como titular da Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência, ele, Alfredo Bosi, Helio Guimarães e Silvia Eleutério falaram sobre a vida de Machado de Assis e diversas perspectivas de sua obra, especialmente a forma shandiana, conceito construído por Rouanet a partir de Lawrence Sterne, Diderot, Xavier de Metre e Almeida Garret e atribuído à obra de Machado de Assis em “Riso e Melancolia”.

Mesa-redonda sobre Machado de Assis - Encerramento da 1ª gestão da Cátedra Olavo Setubal - Leia mais…

Cinema e Psicanálise

por Sergio R V Bernardo — última modificação 13/09/2016 15:03

Nascidos no mesmo ano, cinema e psicanálise nem sempre tiveram relações cordiais e estas por vezes foram idealizadas, segundo o psicanalista e crítico de cinema Luiz Fernando Gallego. Ele defende que o humanismo de parte expressiva do chamado "cinema de autor" das primeiras décadas seguintes à Segunda Guerra "perdeu espaço para espetáculos de efeitos especiais". Para Gallego, também houve uma perda do humanismo presente nas teorias psicanalíticas de Freud e seguidores. No encontro no IEA, o expositor discutiu se esses caminhos paralelos do cinema e da psicanálise são resultado de mera coincidência ou não.

Cinema e Psicanálise - Leia mais…

A Ciência e suas Fronteiras

por Sergio R V Bernardo — última modificação 23/08/2016 09:47

Nesta conferência, Sergio Paulo Rouanet discutiu as fronteiras da ciência, sejam elas culturais, disciplinares ou geográficas. Segundo o sociólogo e filósofo, que é o primeiro titular da Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência, as fronteiras entre as esferas do conhecimento têm de ser flexibilizadas, pois vedam o conhecimento do todo, mas não devem desaparecer, caso contrário as partes se tornariam invisíveis.

A Ciência e suas Fronteiras - Leia mais…

O Prazer Desinteressado da Arte? De Kant à Cultura Pós-Aurática de Walter Benjamin

por Sergio R V Bernardo — última modificação 23/08/2016 09:40

A conferência partiu de uma reflexão sobre a teoria kantiana da arte (formulada na Crítica do Juízo), entendida como o elo mediador entre a crítica da razão pura e a crítica da razão prática, e desembocou na teoria de Walter Benjamin sobre a perda e recuperação da aura na era da reprodutibilidade técnica.

O Prazer Desinteressado da Arte? De Kant à Cultura Pós-Aurática de Walter Benjamin - Leia mais…

Arte, Artista, Universidade

por Sergio R V Bernardo — última modificação 23/08/2016 09:39

Tomando como base os textos de Sergio Paulo Rouanet e Barbara Freitag que foram expostos na conferência "O Prazer Desinteressado da Arte? De Kant à Cultura Pós-Aurática de Walter Benjamin", no dia 15 de agosto de 2016, os professores-artistas que participaram da mesa-redonda buscaram contextualizar e problematizar o lugar e o papel da arte na universidade na contemporaneidade.

Arte, Artista, Universidade - Leia mais…