Você está aqui: Página Inicial / EVENTOS / Imagens do Brasil: Quantos Espelhos? (Simpósio)

Imagens do Brasil: Quantos Espelhos? (Simpósio)

por Cláudia Regina - publicado 25/10/2021 13:15 - última modificação 25/10/2022 10:59

Detalhes do evento

Quando

de 24/10/2022 - 10:00
a 26/10/2022 - 12:15

Onde

ON-LINE

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1686

Adicionar evento ao calendário

Há 200 anos, em 7 de setembro de 1822, surgia oficialmente no cenário mundial um novo país chamado Império do Brasil. Necessário se fazia criar-lhe uma imagem identitária, tarefa levada a cabo por José de Alencar, a título de exemplo, ao escrever o romance Iracema (1865), em que o primeiro brasileiro é o herdeiro genético de um português (Martim) e de uma nativa (Iracema), habitante de belas e quase paradisíacas florestas. Registrava-se assim um mito fundador da nacionalidade brasileira, junto com outros símbolos como a nova bandeira e o novo hino.

Todavia, antes da criação dessa imagem identitária, o Brasil já era conhecido na Europa e gozava de outras imagens, urdidas por portugueses, alemães e franceses, depois, por italianos, japoneses e tantos outros povos viajantes e i(e)migrantes, não esquecendo a particularidade dos africanos e dos indígenas, imagens essas que foram inseridas nas respectivas literaturas e aí permanecem até hoje.

As imagens literárias do Brasil tecidas pelos portugueses (e também espanhóis), com certeza, merecem por si só um simpósio sobre o assunto. Sobre esta temática, leia-se, por exemplo, o livro de Carlos Alberto Gonçalves Fino, publicado no finalzinho de 2021, reverberando em 2022, intitulado Portugal-Brasil: raízes do estranhamento, um estudo exaustivo dessa complexa e polêmica matéria.

 

Estimular o debate sobre imagens literárias que espelham o Brasil, colocando em discussão, num contexto amplo, algumas delas, é o objetivo deste simpósio. Afinal, conforme Lacan, a identidade de um indivíduo (e de um grupo) organiza-se dentro de um processo relacional e contínuo.

E, além disso, as palavras do presidente da Argentina, sr. Alberto Fernandes, proferidas em 9 de junho de 2021, declarando que “os mexicanos vieram dos astecas, os peruanos dos incas, os brasileiros da selva e os argentinos dos barcos”, também mostram que pesquisas imagológicas continuam sendo necessárias.

Celeste Ribeiro-de-Sousa

Inscrições

Evento público e gratuito | sem inscrição  prévia

Programação

24/10/2022

 

10h às 10h10

Abertura: Marina Massimi (IEA/USP)

10h15 às 10h45

Apresentação: Ainda a Imagologia? - Celeste Ribeiro de Sousa (USP)

10h50 às 11h20

Imagens do Brasil na Literatura de Língua Alemã: O Caso Paula Ludwig - Mariana Holms – USP

11h25 às 11h55

Imagens do Brasil na Literatura Francesa: O Caso Taunay - Priscila Giacomassi (UFPR)

12h às 12h15 Perguntas/Respostas

25/10/2022

 

10h05 às 10h35

Imagens do Brasil na Literatura Italiana: O Caso Ungaretti-Calligaris - Aurora Bernardini (USP)

10h40 às 11h10

Imagens do Brasil na Literatura Japonesa: O Caso Tatsuzô Ishikawa - Neide Nagae (USP)

11h15 às 12h05 Perguntas/Respostas

 

26/10/2022

 

10h05 às 10h35

Imagens do Brasil na Literatura Russa: O Caso Daniil Kharms - Daniela Mountian (USP)

10h40 às 11h10

Imagens do Brasil na Literatura Africana: O Caso Luandino Vieira - Tânia Macedo (USP)

11h15 às 11h45 Imagens do Brasil na Literatura Indígena: O Caso Itapuku, Pedro Poti e Felipe Camarão - Eduardo Almeida Navarro (USP)

11h50 às 12h05

Perguntas/Respostas

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo