Você está aqui: Página Inicial / EVENTOS / Conversa sobre Desreguladores Endócrinos

Conversa sobre Desreguladores Endócrinos

por Sandra Sedini - publicado 25/10/2018 12:15 - última modificação 14/11/2018 17:42

Detalhes do evento

Quando

de 12/11/2018 - 15:00
a 12/11/2018 - 17:00

Onde

Sala Alfredo Bosi, Rua da Praça do Relógio, 109, térreo, Cidade Universitária, São Paulo

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1678

Adicionar evento ao calendário

A pergunta central da conversa é simples: não estariam sendo por demais subestimados os nefastos efeitos dos “desreguladores endócrinos” (“DEs”)?

Os “DEs” - mundialmente conhecidos como “EDCs”, do inglês, endocrine disruptors compounds – são principalmente substâncias e compostos químicos que interferem em glândulas do corpo, como pâncreas, tireoide, hipófise, suprarrenais, ovário, testículos. Glândulas responsáveis pelo controle do metabolismo, funções reprodutivas, funcionamento do sistema nervoso, crescimento (e não só!).

São extremamente comuns nos alimentos industrializados, cosméticos, produtos de higiene pessoal (principalmente sabonetes, xampus, loções, desodorantes e dentifrícios), plásticos, tecidos sintéticos, colchões, materiais de construção, e, obviamente, produtos de limpeza e praguicidas domésticos. Tudo vendido pelo comércio varejista sem qualquer tipo de cuidado e informação, ao contrário do que ocorre com muitos remédios e alguns agrotóxicos, pois estes estão, em princípio, sujeitos a receituário e instruções de uso, além de explícitos alertas sobre os riscos. Encontrados em todos os ambientes, é praticamente impossível evitá-los.

Podem provocar diversas doenças, como diabetes, obesidade, hipotireoidismo, além de afetarem não só o indivíduo exposto, mas também o desenvolvimento cerebral de sua prole. As crianças são mais sensíveis aos efeitos adversos, uma vez que suas vias metabólicas são imaturas, especialmente nos primeiros meses de vida. Outro período de maior suscetibilidade inclui a vida intrauterina. Pior: tais efeitos muitas vezes só poderão ser observados em anos posteriores.

As cinquenta páginas do “Statement of the Endocrine Society on Endocrine-Disrupting Chemicals” já haviam enfatizado, em 2009, o quanto os “DEs” podem ser deletérios. Em especial, a altíssima probabilidade de dano à formação do cérebro do feto sempre que uma grávida tenha contato com tais poluentes. A novidade é que esse alarme acaba de ser ratificado no periódico Endocrine Connections (2018, 7, R160-R186), mediante revisão de 433 trabalhos – “Thyroid-disrupting chemicals and brain development: an update”. A liderança dessa metanálise foi da endocrinologista britânica Barbara Demeneix, que há muitos anos trabalha na França (CNRS). É autora do livro Toxic Cocktail (Oxford U.P) e teve participação de destaque em documentário que precisa com urgência ser legendado: Demain, tous cretins?

Exposição:

Elaine Maria Frade Costa (FM USP, IEA USP e SBEM - Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia).

Maria Izabel Chiamolera (EPM UNIFESP)

Moderação:

José Eli da Veiga (Procam IEE USP)

Inscrições

Evento público e gratuito | Sem inscrição

Não há necessidade de inscrição para assistir à transmissão on-line.

Capacidade da sala: 60 lugares

Onde estamos

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo