Você está aqui: Página Inicial / EVENTOS / Do Global ao Local: Políticas Públicas e Mudanças Climáticas na Atual Conjuntura

Do Global ao Local: Políticas Públicas e Mudanças Climáticas na Atual Conjuntura

por Cláudia Regina - publicado 15/04/2019 17:05 - última modificação 06/05/2019 14:05

Detalhes do evento

Quando

de 06/05/2019 - 10:00
a 06/05/2019 - 17:30

Onde

Sala Alfredo Bosi, Rua Praça do Relógio, 109, Cidade Universitária, São Paulo

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1686

Adicionar evento ao calendário

Diversos estudos sobre políticas públicas e mudanças climáticas foram desenvolvidos nos últimos anos nas mais variadas disciplinas, principalmente em ciências da terra e ciências biológicas mas também nas ciências sociais tais como em ciência política, direito, economia, geografia, sociologia entre outras. Porém, a questão da transversalidade do assunto poderia também ser desenvolvida principalmente no que diz respeito à criação de políticas subnacionais assim como a setorialização dessas políticas. É também oportuno interessar-se pelas perspectivas desta dinâmica sob o atual governo brasileiro.

Deste modo, este seminário tem como objetivo identificar, caracterizar e discutir as diferentes políticas públicas direcionadas à luta contra as mudanças climáticas, analisando as interações entre os diferentes atores e setores envolvidos, instituições e instrumentos de políticas públicas que nos levam a melhor compreender o que pode ser chamado de "climatização" das políticas públicas. Segundo Aykut, Foyer et Morena (2016), a COP 21 foi um momento oportuno para se observar o que os mesmos chamaram de "globalização do clima e climatização do mundo". A "globalização do clima" se caracteriza pela inclusão de novas questões, assim como de novos atores, ao regime climático (Aykut & Dahan, 2015). Já a "climatização do mundo" pode ser observada quando atores diversos apresentam questões que anteriormente não estavam diretamente ligadas ao regime climático através de "termos climáticos" (Foyer, 2016; Aykut, Foyer, Morena 2016, p.5). Também neste sentido, Amy Dahan (2018) explica que "diversos atores, comunidades humanas mas também meios naturais e setores de atividades (oceanos, pesca, florestas, agricultura, segurança alimentar, etc.) se sentem afetados pelo problema das mudanças climáticas e querem fazer parte desta negociação, fazer prevalecer suas preocupações e traduzir seus interesses em termos climáticos…". Assim, numerosos atores e setores estariam envolvidos nessa dinâmica de mise en politique das mudanças climáticas, de modo a fazer prevalecer suas preocupações, perspectivas e interesses. Como essas dinâmicas afetam ou podem afetar a construção de politicas públicas no Brasil tanto no âmbito federal como no âmbito subnacional?

No que diz respeito à conjuntura política brasileira, também seria interessante nos atentar ao processo de resistência à essa dita "climatização" devido às diversas indicações dadas pelo novo governo brasileiro e suas mais recentes ações.

CARÁTER DO EVENTO

O evento busca abrir espaço para que estudantes, a partir do nível de mestrado, assim como professores e pesquisadores já experimentados apresentem pesquisas que abordem e problematizem o debate sobre políticas públicas e mudanças climáticas, no intuito de fortalecer a discussão desta temática. Com o objetivo de dinamizar o debate, também abriremos espaço para a participação de profissionais da área das mudanças climáticas capazes de abordarem diferentes perspectivas principalmente no que diz respeito a conjuntura política brasileira.

Objetivos

  1. Debater as diferentes perspectivas teóricas e possíveis conexões analíticas para o estudo da construção de políticas públicas, suas instituições e instrumentos, no âmbito das mudanças climáticas no Brasil (e ocasionalmente no mundo);
  2. Realizar um balanço crítico sobre os estudos na área;
  3. Divulgar resultado de pesquisas, experiências e ideias e promover a construção de uma rede de  pesquisadores que atuam na área;
  4. Promover o intercâmbio entre pesquisadores, estudantes e profissionais da área, brasileiros e franceses trabalhando sobre o tema de políticas públicas e mudanças climáticas.

Inscrições

Público alvo

  • Estudantes, sobretudo de pós-graduação;
  • Professores e pesquisadores brasileiros e franceses;
  • Profissionais, gestores de políticas públicas, representantes de organizações que tenham experiência e interesse na área.

 

Evento público, gratuito e com inscrição prévia.

Não há necessidade de inscrição para assistir à transmissão on-line.

Programação

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo