Você está aqui: Página Inicial / EVENTOS / Beck Revisitado

Beck Revisitado

por Rafael Borsanelli - publicado 28/06/2019 11:20 - última modificação 12/11/2019 09:07

Detalhes do evento

Quando

de 12/11/2019 - 09:30
a 12/11/2019 - 16:00

Onde

Sala Alfredo Bosi, Rua da Praça do Relógio, 109, térreo, Cidade Universitária, São Paulo

Nome do Contato

Telefone do Contato

(11) 3091-1686

Adicionar evento ao calendário

4o seminário do ciclo "As Várias Faces do Risco e os Desafios da Educação na Sociedade contemporânea"

Desde a publicação da obra "Sociedade de Risco: Rumo a uma Outra Modernidade” (1986), de Ulrich Beck, uma grande quantidade de trabalhos tem retomado as discussões e análises sobre como os conhecimentos científicos e tecnológicos determinaram a vida em sociedade e modificam as noções de segurança, confiança, perigo e risco.

As recentes evidências sobre as mudanças climáticas deram um contorno especial a este debate recolocando a questão do risco civilizatório na agenda atual, na qual o progresso da sociedade industrial e a sustentabilidade parecem se negar mutuamente. Dentro deste cenário de conflitos, pelo menos uma esperança parece emergir: a educação poderá desempenhar papel fundamental na superação dos impasses entre melhoria da qualidade de vida e preservação do meio ambiente.

O ciclo de seminários terá com meta fornecer subsídios para esses debates e avançar na compreensão e superação de alguns desafios da educação científica na contemporaneidade.

Coordenação

Mauricio Pietrocola (FE e IEA - USP)

Público-alvo

Aberto a todo o público acadêmico interessado no assunto, em particular, alunos de graduação, e pós-graduação, pesquisadores e profissionais de todas as áreas de conhecimento.

Inscrições

Evento público e gratuito | Com inscrição prévia

Não há necessidade de inscrição para assistir à transmissão on-line.

Capacidade do auditório: 43 lugares

Onde estamos

Programação

9h30

Recepção e Abertura

10h

Saúde pública no contexto da sociedade de risco

Áurea Zöllner Ianni (FSP-USP)

O pressuposto é de que o contexto atual da modernidade é de auto-confrontação, ou seja, os riscos e incertezas são produzidos pelas certezas da sociedade industrial e do pensamento moderno, refletindo-se na ação das pessoas, nas instituições. Nesse cenário, as políticas públicas, dentre elas as de saúde pública, não permanecem ilesas aos processos sistemáticos de produção residual e multiplicadora de riscos e perigos, explícitos e silenciosos. Este fenômeno coloca aos profissionais do campo da saúde, à sociedade civil, aos formuladores de políticas, legisladores, e demais atores sociais o desafio da construção de novos “pactos de segurança”, considerando-se o contexto da sociedade de risco, da reflexividade da modernidade e da auto-confrontação.

14h

The risks and benefits of AI to life in the cognitive era: a situationist approach

(em inglês, sem tradução)

Don Peterson (IEA-USP)

The information technologies of the 21st Century are ditropic: they create both opportunities and risks. Here we consider two cases of risk: employment and mental health. Robots bring many benefits, however they also threaten human employment on both sides of the digital divide. This suggests systematic education in meta-robotics --- the design, manufacture, use, upgrade, repair, management of robots (both hardware and software), human-robot-interaction (HRI), and consultancy. Another case is mental health. The information technologies of the 21st Century bring many benefits to human life and relationships. However they also create cyber-stress: information overload, complexity, fragmented attention, volatility, superficiality, alienation. This suggests systematic education in cyber-sense --- the skill of navigating our cyberspace in a deliberate and organised way consistent with human cognitive capacity. The two cases are related, since a software robot can be used as an assistant (intelligent agent) to buffer and organise our life in the cognitive era.


Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo