Você está aqui: Página Inicial / EVENTOS / Ciclo de Palestras “Forjando Palmares”

Ciclo de Palestras “Forjando Palmares”

por Sandra Sedini - publicado 03/11/2022 13:15 - última modificação 18/11/2022 15:37

Detalhes do evento

Quando

de 22/11/2022 - 10:00
a 23/11/2022 - 17:00

Onde

On-line

Nome do Contato

Adicionar evento ao calendário

Não há somente um mês para celebrar e refletir sobre o que chamamos de “Consciência Negra”. A data apenas reforça o compromisso de todos os povos, em suas diversas etnias, de trabalhar em favor de um mundo em que caibam todas as pessoas, partindo do povo negro, a quem este país ainda deve a restituição de sua dignidade, direitos e humanidade. Para isso, a titularidade de Conceição Evaristo traz um ciclo de palestras em que poderemos discutir o sujeito negro brasileiro em suas dimensões sociais e políticas, assim como debater as relações raciais nesse país ainda tão distante do que chamamos de equidade. Serão diversos convidados em dois dias de muita reflexão, em que as discussões forjam um novo "Quilombo de Palmares" onde quer que estejamos.

Coordenação:

Conceição Evaristo (titular da Cátedra) e Martin Grossmann (coordenador acadêmico da Cátedra)

Transmissão:

Acompanhe a transmissão do evento em www.iea.usp.br/aovivo

Inscrições

Evento público e gratuito | Sem inscrição

Evento on-line | Não haverá certificação

Com tradução em libras

Programação

 

22 de novembro, terça-feira

10h

Mesa 1 – Criação do sujeito afro-brasileiro: entraves e impedimentos de uma nacionalidade

A mesa tem o objetivo de discutir a presença do sujeito negro no Brasil desde a formação desse sujeito nacional, as dificuldades para sua cidadanização, a exclusão dos povos escravizados após a libertação e o bicentenário da independência.

Mediação:

Blenda Souto Maior Belém (Cátedra Olavo Setubal)

Débora Medeiros de Andrade (Cátedra Olavo Setubal)

Convidado:

Clelia Prestes (AMMA Psique e Negritude)

Muniz Sodré (Cátedra Otavio Frias Filho)

15h

Mesa 2 – Devir negro brasileiro: “É noiz por noiz!”

Essa mesa pretende trazer as diversas criações no ramo da arte, da música, do desenvolvimento econômico, da estratégia financeira etc., que figuram como epistemologias afrocentradas (negro-brasileiras, afrodiaspóricas). A ideia é evidenciar o fazer negro que pensa novos mundos.

Mediação:

Júlia Batista Bernardes Farias (Cátedra Olavo Setubal)

Cajota Domingues de Jesus (Cátedra Olavo Setubal)

Viviane Nogueira da Silva (Cátedra Olavo Setubal)

Convidados:

Lubi Prates (psicóloga, poeta, editora e curadora)

Acauam Oliveira (UPE)

Eugenio Lima (artista, pesquisador da cultura afro-diásporica)

 

23 de novembro, quarta-feira

10h

Mesa 3 – Epistemicídios e Encarceramentos: nem um passo atrás

A mesa irá discutir as violências epistêmicas, o eterno desejo de enclausurar o sujeito negro, a mulher negra como alicerce de um pensamento afrodiaspóricos.

Mediação:

Carla Maria dos Santos Silva (Cátedra Olavo Setubal)

Georgton Anderson da Silva (Cátedra Olavo Setubal)

Convidados:

Denise Carrascosa (UFBA)

Roberto da Silva (FE-USP)

15h

Mesa 4 – Notas de uma sociedade afrodiaspórica: forjando epistemologias

A mesa discutirá as relações étnico-raciais no Brasil nas instituições tradicionais, escolas, universidades, na cultura etc., bem como o papel dos jovens e dos velhos.

Mediação:

Brunna Amicio da Silva (Cátedra Olavo Setubal)

Renata Souza Gonçalves (Cátedra Olavo Setubal)

Convidado:

Maria Fernanda Novo dos Santos (filósofa)

Bas'Ilele Malomalo (Unilab)

Gislene Aparecida dos Santos (Grupo de Pesquisa nPeriferias/EACH-USP)