Você está aqui: Página Inicial / EVENTOS / Concretismo, Razão e Industrialização

Concretismo, Razão e Industrialização

por Cláudia Regina - publicado 23/08/2019 16:10 - última modificação 19/09/2019 17:57

Detalhes do evento

Quando

de 27/09/2019 - 14:00
a 27/09/2019 - 17:00

Onde

Auditório IEA, Rua Praça do Relógio, 109, Cidade Universitária, São Paulo

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1686

Adicionar evento ao calendário

O concretismo é uma manifestação artística que teve em São Paulo seu centro maior, embora praticado em outras cidades. Deriva de ideias do Manifesto da Arte Concreta de Theo van Doesburg e outros. Seu Manifesto Ruptura preconizou princípios extremamente objetivos com relação ao pré-cálculo da forma, a redução do vocabulário cromático, o ato e a matéria pictóricos, o caráter de signo da arte. Absorveu ideias da estética industrial, fez o elogio da razão, representando uma dimensão ideológica da identificação de São Paulo com a ideia de progresso. A crise sociopolítica dos anos 1960 conduziu essa visão canônica ao impasse da significação social do concretismo. Algumas respostas foram singulares, como os Popcretos de Waldemar Cordeiro.

Homenageada: Aracy Amaral. Professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Reinventou a institucionalidade da arte no Brasil nos campos da museologia (Pinacoteca do Estado e MAC-USP); do processo de curadoria e circulação da arte sobre bases da pesquisa acadêmica (curadorias como a retrospectiva de Tarsila e o Projeto brasileiro construtivo na arte). É uma paladina da arte latino-americana.

Inscrições

Serão disponibilizadas 40 vagas a interessados em geral (com acesso por ordem de chegada).

Não há necessidade de inscrição para assistir à transmissão on-line

Capacidade do auditório: 120 lugares

Programação

Palestrantes

     

Moderadora

Helena Nader (IEA-USP e Unifesp)

Sobre a Jornada

A jornada de seminários compõe a disciplina "Relações do Conhecimento entre Arte e Ciência: Gênero, Neocolonialismo e Espaço Sideral", oferecida pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação da USP em associação à Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência, uma parceria entre o IEA-USP e o Itaú Cultural.

O programa da disciplina foi formulado pelos dois titulares da Cátedra em 2019: o crítico, curador e historiador de arte Paulo Herkenhoff e a biomédica Helena Nader, professora da Unifesp. A intenção é promover uma discussão profunda sobre as inter-relações arte e ciência ao longo dos tempos, perpassando por aspectos como proeminência cultural de um país sobre outro, questões de gênero, de estilos e formatos.

No total, serão 19 aulas entre os meses de agosto e dezembro, sempre às quintas e sextas-feiras, das 14h às 17h, que irão reunir palestrantes e debatedores de diversas áreas do conhecimento e que são lideranças em suas áreas de atuação. Cada seminário terá um homenageado e abordará um tema específico.

Veja o programa completo (sujeito à alteração).

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo