Você está aqui: Página Inicial / REVISTA

Capa da edição 105 da revista Estudos Avançados

Independência, 200 anos

O conjunto dos 12 artigos do dossiê "Bicentenário da Independência" é movido por ao menos duas indagações: O que singulariza as ideias de soberania e modernidade na sociedade brasileira? Como se materializou em ações, planos governamentais, políticas públicas, pensamento social, ciência, cultura e educação a dialética entre modernidade e tradição e quais seus desdobramentos?  "Clássicos da educação" reúne diagnósticos dos problemas e dilemas da educação contemporânea, vistos sob um ângulo determinado: o de livros e autores que, ao se tornarem “clássicos” nesse campo, pautaram temas estratégicos. Veja alguns destaques:

Diversidade

Multiculturalismo

Kabenguele

Apesar dos progressos da ciência e tecnologia, da globalização da economia do mercado na óptica capitalista neoliberal e dos meios de comunicação, os debates sobre a diversidade e suas diferenças colocam todos os países no mesmo barco. O text de Kabengele Munanga tem como proposta discutir algumas questões em debate sobre diversidade, partindo das realidades brasileiras dos últimos vinte anos depois da Conferência de Durban (2001).


Reflexão

Historiografia

Carlos Guilherme Mota - Perfil

Entrevista do historiador Carlos Guilherme Mota à revista Estudos Avançados em que o aborda aspectos conceituais de sua obra e das obras de Roberto Schwarz e Florestan Fernandes, bem como fatos de sua relação com escritores como Caio Prado Jr., Alfredo Bosi e Emília Viotti da Costa, tendo em vista as questões culturais da realidade brasileira. Ao final, apresenta glossário com termos de seu pensamento e sua obra.


Educação

Justiça social

Ana Laura Godinho Lima - Perfil

O artigo de Patrícia Aparecida do Amparo e Ana Laura Godinho Lima retoma o pensamento educacional de José Mário Pires Azanha e busca “pensar com” ele possibilidades educativas no nosso tempo. Ressalta-se como as formulações e ações do autor, tecidas no interior de sua produção teórica e atividades profissionais, têm oferecido elementos estruturantes aos debates acerca da escola, do trabalho pedagógico, das relações entre professores e alunos e da pesquisa educacional.


Urbanização

São Paulo

Mariana Fix 3

Mariana Fix e Pedro Fiori Arantes atravessam diferentes camadas históricas na metrópole paulistana, recolhendo pistas sobre operações imobiliárias de grande envergadura decisivas para o padrão de acumulação e segregação socioespacial no último século. São analisados a operação imobiliária realizada a partir de 1910 pelo capital financeiro internacional (Companhia City) e os primórdios da articulação por trás da produção de um skyline que mimetiza aquele das chamadas cidades globais, nas margens do Rio Pinheiros.