Você está aqui: Página Inicial / EVENTOS / Agenda de eventos

Agenda de eventos

por Aziz Salem - publicado 29/08/2012 08:55 - última modificação 09/11/2016 10:28

Ambiente, Saúde e Sustentabilidade em Cidades Globais: O caso Euro-Healthy

por Djonathan Gomes Ribeiro - publicado 21/12/2017 14:05 - última modificação 19/02/2018 10:17

Detalhes do evento

Quando

de 20/02/2018 - 09:00
a 20/02/2018 - 12:00

Onde

Auditório IEA (Sala do Antigo Conselho Universitário), Rua da Biblioteca, 128, Butantã, São Paulo, SP

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1693

Adicionar evento ao calendário

Com o objetivo de reunir experiências e promover diálogos sobre estudos e intervenções ligadas às questões ambientais, de saúde e sustentabilidade, bem como estimular a discussão sobre desafios e perspectivas da gestão acadêmica de projetos voltados a essa temática, e considerando o papel da universidade como agente do desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação no país, IEA e FSP promovem o Encontro Acadêmico Internacional Ambiente, Saúde e Sustentabilidade em Cidades Globais.

O evento contará com Palestra da Professora Paula Santana, Catedrática da Universidade de Coimbra, que tem se dedicado à investigação da geografia da saúde e do planejamento urbano sustentável. Como coordenadora de vários projetos de âmbitos nacional e internacional, abordará o Projeto Europeu EURO-HEALTHY: Shaping EUROPEAN policies to promote HEALTH equity (Programa Horizon 2020, da União Europeia), de cunho interdisciplinar, interinstitucional e internacional, que tem os ODS em seu foco de ação.

Comissão Organizadora:

Amanda Silveira Carbone (FSP/USP), Arlindo Philippi Junior (FSP/USP), Débora Sotto (FSP/USP), Gilda Collet Bruna (UPMackenzie), Maria da Penha Vasconcellos (FSP/USP), Mary Lobas de Castro (FSP/USP), Sandra Regina Sedini (IEA/USP), Sonia Maria Viggiani Coutinho (CEST/EP/FSP/USP), Valdir Fernandes (UTFPR).

Inscrições

Evento público e gratuito I Com inscrição prévia

Não há necessidade de inscrição para assistir à transmissão on-line.

Programação

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo

Ambiente, Saúde e Sustentabilidade em Cidades Globais: Refletindo sobre os ODS na Pesquisa e na Pós-Graduação

por Djonathan Gomes Ribeiro - publicado 21/12/2017 14:10 - última modificação 16/02/2018 17:43

Detalhes do evento

Quando

de 20/02/2018 - 14:00
a 20/02/2018 - 17:00

Onde

Faculdade de Saúde Pública, Sala Fernando Guimarães, Avenida Doutor Arnaldo, 715, Cerqueira César, São Paulo

Nome do Contato

Adicionar evento ao calendário

As questões que se apresentam no tempo atual convocam as Universidades e seus Programas de Pós-Graduação a pensarem suas produções científicas voltadas à solução de problemas locais, observando o global. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) colocam, entre outras questões, segurança, resiliência, sustentabilidade, cidades inclusivas. Como os Programas e Projetos presentes têm refletido e dado encaminhamento a estas questões?

Comissão Organizadora:

Amanda Silveira Carbone (FSP/USP), Arlindo Philippi Junior (FSP/USP), Débora Sotto (FSP/USP), Gilda Collet Bruna (UPMackenzie), Maria da Penha Vasconcellos (FSP/USP), Mary Lobas de Castro (FSP/USP), Sandra Regina Sedini (IEA/USP), Sonia Maria Viggiani Coutinho (CEST/EP/FSP/USP), Valdir Fernandes (UTFPR).

Inscrições

Evento sem necessidade de inscrição prévia

Programação

III Workshop de Toxicologia Forense

por Thais Cardoso - publicado 17/01/2018 14:20 - última modificação 17/01/2018 14:20

Detalhes do evento

Quando

de 05/03/2018 - 08:00
a 09/03/2018 - 17:00

Onde

Campus da USP Ribeirão Preto

Nome do Contato

Telefone do Contato

(16) 3602 0471

Adicionar evento ao calendário

O evento vai apresentar e debater procedimentos da rotina pericial, como a coleta de amostras, a análise em laboratório e os principais métodos e técnicas, a emissão de laudos com os resultados, bem como a apresentação no julgamento e suas principais implicações.

Debatedores

Aldo E. Polettini (Universidade de Verona - Itália)
Jesus Antônio Velho (FFLCRP-USP/Polícia Federal)
Bruno Spinosa De Martinis (FFLCRP-USP)

Coordenação

Bruno Spinosa De Martinis (FFLCRP-USP)

Inscrições

Evento público | Com inscrições prévias

Organização

Sociedade Brasileira de Ciências Forenses (SBCF)

Apoio

Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) da USP
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da USP
Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da USP
Agilent Technologies
AGeventos Assessoria

Formação para Inovação de Engenheiros e Médicos: É Possível?

por Sandra Sedini - publicado 08/02/2018 16:35 - última modificação 08/02/2018 16:43

Detalhes do evento

Quando

de 09/03/2018 - 10:00
a 09/03/2018 - 13:00

Onde

Sala Alfredo Bosi, Rua do Anfiteatro, 513, Cidade Universitária São Paulo

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1678

Adicionar evento ao calendário

O diretor executivo da Comissão Fullbright no Brasil irá apresentar como a inovação é tratada nas universidades americanas, particularmente, com vistas a formação de profissionais de saúde, médicos e engenheiros. Quais as tendências para o futuro próximo naquele país, o que pode ser feito e quais os principais desafios nessa área no Brasil.

Expositor

Luiz Valcov Loureiro (Fullbright Brasil)

Moderador

Glauco Arbix (OIC IEA)

Inscrições

Evento público e gratuito | Sem inscrição

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo

Escolas e Experiências Inovadoras: O Que se Pode Admirar, Apesar de Tudo?

por Cláudia Regina - publicado 05/02/2018 08:55 - última modificação 20/02/2018 16:36

Detalhes do evento

Quando

de 12/03/2018 - 09:00
a 12/03/2018 - 17:00

Onde

Auditório IEA, Rua do Anfiteatro, 513, Cidade Universitária, São Paulo

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1686

Adicionar evento ao calendário

Este seminário fecha o ciclo iniciado em 2017 pelo Grupo de Estudos da Educação Básica Brasileira sobre os desafios reais da educação no país, a saber: a formação e condições de trabalho do magistério, os critérios de qualidade, as tecnologias e o marco legal.

Este último busca superar o problema aparente, causado pela divulgação dos resultados de avaliações periódicas, realizadas por diversas instâncias, nacionais e internacionais, de que o sistema educacional brasileiro é um completo fracasso. A generalização decorrente dos indicadores divulgados faz com que a aparência seja a de terra arrasada: não existiriam boas escolas, ou seu número seria quase desprezível. Não é o que efetivamente ocorre.

Existem no país muitas escolas boas funcionando regularmente, realizando projetos de natureza diversa, tanto no ensino público quanto no setor privado, tanto entre as escolas laicas quanto entre as confessionais. Também existem no Brasil excelentes iniciativas no campo da educação não formal, como museus, centros de ciências, centros culturais e poliesportivos. O que todas essas iniciativas têm em comum é que criam novos conceitos, processos, estruturas e metodologias que reconhecem os interesses e a criatividade dos estudantes, fortalecem a participação e, consequentemente a responsabilidade, de estudantes, professores, funcionários e famílias; criam ambientes onde prevalecem a colaboração, a empatia, a transparência e a descentralização.

Ao conferir mais destaque ao desempenho negativo, os programas governamentais buscam homogeneizações e simplificações, ao invés de aumentar a potência dos múltiplos exemplos de experiências boas, inovadoras e criativas, que precisam ser reconhecidos e amplificados, nos diferentes níveis de ensino. O problema real a ser enfrentado é, portanto, encontrar caminhos e estratégias para que as boas organizações sejam reconhecidas, articuladas e, além de inspirar outras escolas e programas, possam oferecer subsídios para que se eliminem as barreiras a sua multiplicação, transformando as condições de trabalho do magistério e demais profissionais envolvidos, o marco legal que regulamenta a educação básica no país, os critérios de qualidade e os instrumentos para sua verificação. Este é objetivo do seminário: conhecer estas experiências, os desafios por elas enfrentados e debater as transformações necessárias para que elas deixem de ser minoria na educação pública brasileira.

Inscrições

Evento público, gratuito, com inscrição prévia

Público online não há necessidade de se increver

Programação

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo

Conservação de Obras em Trânsito/Empréstimos

por Sandra Sedini - publicado 09/10/2017 11:10 - última modificação 06/02/2018 11:58

Detalhes do evento

Quando

de 16/03/2018 - 10:00
a 16/03/2018 - 12:00

Onde

Sala Alfredo Bosi, Rua do Anfiteatro, 513, Butantã, São Paulo, SP

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1678

Adicionar evento ao calendário

Mesas-Redondas em Conservação e Restauração

O objetivo principal deste conjunto de debates é reunir especialistas de diversas áreas da conservação e restauração de bens culturais, tais como museólogos, conservadores, restauradores, curadores e cientistas da conservação, para discutir tópicos de relevância com transmissão online e participação em tempo real dos espectadores, permitindo acesso e participação o mais abrangente e democrático possível.

As atuações na área da conservação-restauração são de caráter inter e transdisciplinar, sendo que um dos maiores desafios a ser superado é a dificuldade de comunicação e troca de conhecimento e experiência entre diferentes profissionais e grupos que nelas atuam. Esse desafio se concentra, em parte, no fato de existirem poucos canais de comunicação com abrangência territorial que seja condizente com o tamanho de nosso país, o que torna a formação e atualização de conhecimento pouco acessíveis a diversos profissionais.

Dessa maneira, numa contemporaneidade em que as informações são transmitidas a elevadas velocidades, iniciativas oferecendo melhor acessibilidade ao conhecimento e compartilhamento de experiências são necessárias e urgentes. Com isso em vista, portanto, que este projeto reúne um conjunto de debates na forma de mesas-redondas permitindo que internautas de todo o país os acompanhe em tempo real e, principalmente, enviem perguntas, sugestões e comentários também ao vivo.

Público alvo

Conservadores, restauradores, curadores, museólogos, químicos, físicos, biólogos, engenheiros, cientistas da conservação, produtores e gestores culturais, alunos de graduação e pós, funcionários de equipes culturais, entre outros.

Expositores

(Aguardando informações)

Mediador

Inscrições

Evento público e gratuito | Com inscrição prévia

Capacidade da sala: 60 lugares

Onde estamos

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo

VII Seminário sobre Rotas Tecnológicas

por Thais Cardoso - publicado 16/02/2018 12:40 - última modificação 16/02/2018 12:44

Detalhes do evento

Quando

de 22/03/2018 - 08:00
a 23/03/2018 - 17:00

Onde

Supera Parque de Inovação e Tecnologia, Ribeirão Preto (SP)

Nome do Contato

Telefone do Contato

(16) 3315 0368

Adicionar evento ao calendário

O evento reunirá docentes, pesquisadores, estudantes e empresários de diferentes regiões do país para discutir as rotas tecnológicas da biotecnologia com o propósito de identificar as oportunidades de fomento à pesquisa e a sua transferência para utilização na indústria nacional.

O seminário tem como objetivo criar um ambiente no qual os participantes possam interagir e trocar experiências, discutir os principais desafios ligados à biotecnologia, assim como debater as estratégias de cooperação e prospectar oportunidades de ações conjuntas.

Os participantes podem submeter trabalhos até o dia 18 de fevereiro dentro de três categorias: experiências empreendedoras em biotecnologia; oportunidades tecnológicas em biotecnologia; e identificação de tecnologias emergentes.

Inscrições

Evento público | Com inscrição prévia

Valores: R$ 40 para estudantes e R$ 80 para profissionais

Organização

Núcleo de Pesquisa em Inovação, Gestão Tecnológica e Competitividade (InGTeC)

Agência USP de Inovação (AUSPIN)

Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da USP (FEA-RP/USP)

Fundação Instituto Polo Avançado de Saúde de Ribeirão Preto (FIPASE)

Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto (IEA-RP) da USP

Apoio

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

Conversa sobre o Antropoceno

por Sandra Sedini - publicado 31/01/2018 11:30 - última modificação 31/01/2018 11:52

Detalhes do evento

Quando

de 24/04/2018 - 14:00
a 24/04/2018 - 17:00

Onde

Sala Alfredo Bosi, Rua do Anfiteatro, 513, Butantã, São Paulo

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1678

Adicionar evento ao calendário

A atual mudança climática é um fenômeno tão profundo e radical que levou Paul J. Crutzen (prêmio Nobel de química em 1995 por descobertas atmosféricas) a propor o encerramento da longa Época que as geociências chamam de Holoceno. Isto é, os últimos 11.717 anos (com margem de erro de 99), ao longo dos quais ocorreu o processo civilizador. Desencadeado pelo advento de práticas agropecuárias que aos poucos foram viabilizando a minimização de sistemas de sobrevivência extrativistas, dependentes de coleta, caça e pesca. E que agora entra em etapa das mais enigmáticas, principalmente por causa da inteligência artificial (ou “inteligência cognitiva”, como preferem outros).

Em 2000, num importante encontro científico em Cuernavaca, depois de ouvir repetidas menções de paleontólogos ao Holoceno, Crutzen balbuciou o termo Antropoceno em irritado repente. Rótulo já usado informalmente havia vinte anos pelo biólogo Eugene F. Stoermer, e cuja compreensão tivera vários precursores, entre os quais o geoquímico russo Vladimir I. Vernadsky, que no início do século XX renovara a visão da biosfera.

Embora essa ideia de passagem do Holoceno ao Antropoceno ainda não esteja oficializada pela comunidade científica - o que só poderá ocorrer em 2020, no próximo congresso mundial de geologia – parece bem fraco o argumento dos que a ela se opõem, por alegarem apenas que os registros estratigráficos disponíveis ainda não se tornaram suficientemente robustos.

Ao mesmo tempo, os argumentos favoráveis à proposta de Crutzen, que proliferaram em periódicos científicos nos últimos dezessete anos, são suficientemente heterogêneos para que mereçam escrutínio mais atento dos pesquisadores em geral. E particularmente daqueles que também estudam a já trintenária utopia do “desenvolvimento sustentável” e/ou seu resultante novo valor, a “sustentabilidade”.

Expositores

Sonia Maria Barros de Oliveira (IG/USP)

Reinaldo José Lopes (Folha de S. Paulo)

Coordenador

José Eli da Veiga (IEE/USP)

Inscrições

Evento público e gratuito | Sem inscrição prévia

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo

Imprensa e Poder: do Caso Dreyfus aos Conglomerados Midiáticos

por Cláudia Regina - publicado 31/01/2018 09:35 - última modificação 07/02/2018 14:34

Detalhes do evento

Quando

de 25/04/2018 - 09:30
a 25/04/2018 - 11:30

Onde

Auditório IEA, Rua do Anfiteatro, 513, Cidade Universitária, São Paulo, SP

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1686

Adicionar evento ao calendário

Em “Imprensa e Poder”, Jean-Yves Mollier lança algumas reflexões sobre a relação de grupos midiáticos com setores do Estado e das finanças na França contemporânea.

Partindo do paradigmático affaire Dreyfus, dos anos de 1897-1899, ele levanta outros eventos importantes, porém, nem sempre lembrados. Por exemplo, o escândalo dos “empréstimos russos”, revelado em 1918, em que a França endereçou, às escondidas, somas exorbitantes para a manutenção do Império Russo. Ou o “caso Hanau”, também conhecido como o “escândalo da banqueira”, que envolveu uma importante magnata da imprensa com jogatinas financeiras e a formação de cartéis que vieram à tona em 1928. E, ainda, o affaire Stavisky (1934), o qual culminou em uma profunda crise político-econômica, em meio a escândalos no alto escalão da política e o assassinato misterioso do scroc Alexandre Stavisky, “o belo Sacha”.

Em, seguida, o conferencista abordará a relação da mídia com o Estado dos anos de 1950 a 1980, antes de demonstrar as mudanças operadas pelo aparecimento de gigantescos conglomerados que dominam a imprensa e a edição contemporâneas.

 

Um debate sobre o poder da imprensa, partindo de um caso emblemático na história da opinião pública francesa, l’affaire Dreyfus, e se estendo para questões não menos espinhosas sobre o poder do dinheiro nas decisões midiáticas, parece muito oportuno nos tempos das redes sociais e das fake news.

Inscrições

Evento público, gratuito, com inscrição prévia

Público online, não há necessidade de se inscrever

Programação

Palestrante: Jean-Yves Mollier (Universidade de Versailles Saint-Quentin-em Yvelines/França)

Moderadora: Marisa Midori (ECA e IEA/USP)

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br