Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Seminário discute os impactos das transformações da mídia na sociedade

Seminário discute os impactos das transformações da mídia na sociedade

O novo paradigma das comunicações e as consequências da fragmentação midiática para as democracias serão temas da conferência do jornalista Ricardo Gandour, no dia 25 de novembro.

Os meios de comunicação de massa tradicionais – como a televisão, o rádio, o cinema e a imprensa escrita – proporcionam experiências coletivas de comunicação. O computador, por meio da internet, proporciona uma experiência individualizada, fragmentando não só a plataforma, mas também a direção da comunicação (de onde vem e para onde vai a mensagem). Fragmenta, assim, a própria experiência comunicacional – não é uma sensação coletiva e sim, individual e pessoal.

“Que ambiente informativo teríamos nesse cenário totalmente fragmentado? Que impactos podem trazer para a mediação informativa e para o debate público? No que as sociedades democráticas podem se impactar com esse fenômeno? E o que pode acontecer com os modelos empresariais que sustentam o jornalismo profissional?”.

Essas são algumas questões levantadas pelo cientista político José Álvaro Moisés, coordenador do Grupo de Pesquisa Qualidade da Democracia do IEA e do Núcleo de Pesquisas em Políticas Públicas (NUPPS) da USP, que organizam o encontro Transformações e Fragmentação das Estruturas da Mídia Tradicional, com o jornalista Ricardo Gandour, diretor de conteúdo do Grupo Estado.

O debate acontece no dia 25 de novembro, das 10h às 12h, na Sala de Eventos do IEA, com comentários do jornalista Eugênio Bucci, superintendente de comunicação social da USP e membro do Conselho Deliberativo do IEA, do cientista político Marco Aurélio Nogueira, professor da Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de Araraquara, e do cientista social Marco Antônio Carvalho Teixeira, da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas de São Paulo (EAESP-FGV). O evento é gratuito e terá transmissão online ao vivo.

O novo mundo digital está transformando não só a forma e o conteúdo da informação, mas também os processos de produção da comunicação e do jornalismo, lembra Moisés. “As estruturas tradicionais de organização das redações podem estar se enfraquecendo, dando lugar a iniciativas dispersas de comunicação, como blogs, coletivos, núcleos e demais estruturas até há pouco tempo chamadas de alternativas”, segundo Moisés.

O conferencista

Ricardo Gandour graduou-se em jornalismo pela Cásper Líbero e em engenharia civil pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP. Passou por redações da grande imprensa, como Folha de S. Paulo, Editora Globo, Diário de S. Paulo, antes de tornar-se diretor de conteúdo do Grupo Estado.

O jornalista vem mantendo os vínculos com a vida acadêmica e tem atuado em escolas conceituadas da área de comunicação, entre elas a Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, a Cásper Líbero e a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Recentemente, Gandour aceitou o convite do reitor Ernest Sotomayor e será Visiting Research Fellow na Escola de Jornalismo da Columbia University (EUA), licenciando-se do Grupo Estado. Na Columbia University, desenvolverá, de janeiro a junho de 2016, um projeto de pesquisa sobre os riscos da fragmentação da imprensa para a democracia.


Transformações e Fragmentação das Estruturas da Mídia Tradicional

Dia 25 de novembro, das 10h às 12h
Sala de Eventos do IEA. Rua da Praça do Relógio, 109, Bloco K, 5° andar, Butantã, São Paulo.
Transmissão ao vivo pela internet.
Informações: Cláudia Tavares (clauregi@usp.br), telefone (11) 3091-1686
Ficha do evento: http://www.iea.usp.br/eventos/transformacoes-e-fragmentacao-das-estruturas-da-midia-tradicional