Você está aqui: Página Inicial / PESQUISA / Grupos Anteriores / Biologia Molecular

Biologia Molecular

por Marilda Gifalli - publicado 19/06/2013 11:05 - última modificação 14/10/2014 09:27

A biologia molecular na USP (Grupo instalado no IEA no início da década de 90)

Erney F. Plessmann de Camargo*

A intervalos variáveis, novas disciplinas ou novas metodologias surgem no domínio das Ciências Naturais, trazendo consigo profundas reformulações conceituais e marcados avanços no conhecimento biológico. Foi assim, no passado, quando a Citoquímica fertilizou a Citologia, a Bioquímica permeou a Biologia Celular ou, muito antes, quando a Anatomia ou a Zoologia comparadas agitaram as Ciências Naturais em seguida a Darwin.

A cada um desses episódios inovadores, os pesquisadores sempre se dividem entre adeptos e, se não inimigos declarados, pelo menos censores da nova disciplina que consideram apenas mais um modismo.

Independentemente, porém, de cismas e feudos, de prosélitos e detratores, a realidade histórica mostra que cada um desses episódios leva o conhecimento biológico a novos patamares, com a abertura simultânea de novas perspectivas experimentais.

A mais recente invasora das Ciências Naturais foi a Biologia Molecular (BM), que, como disciplina, resultou da fusão de técnicas e conceitos da Bioquímica, da Genética, da Biologia Celular e mesmo da Imunologia.

Como em todos os episódios precedentes, a invasoratrouxe consigo uma metodologia revolucionária e muito sucesso na solução de problemas crónicamente não-resolvidos, ao lado de inúmeras novidades operacionais.

O sucesso e a popularidade da BM se devem a técnicas de alto poder analítico, que permitiram aos pesquisadores penetrar na intimidade molecular dos genes, isolá-los, inseri-los em organismos distintos dos originais, amplificá-los, determinar sua exata seqüência codificante, modificá-los e até mesmo fabricar em tubos de ensaio os produtos naturais desses genes, sem se esquecer, quando oportuno, de levar esses produtos à escala industrial. (Por estas razões, esse segmento da BM foi também denominado Engenharia Genética, para o distinguir academicamente de outro segmento da BM que se ocupa dos estudos de estrutura, conformação/função molecular e das interações supramoleculares.)

Além disto, a BM acrescentava uma característica nova à experimentação biológica: praticamente cada descoberta de valor acadêmico era acompanhada de uma aplicação prática imediata. Pesquisa e aplicação juntaram-se na BM, haja vista a quantidade significativa de empresas biotecnológicas (com objetivos essencialmente comerciais) que têm contribuído para o avanço do conhecimento ao nível molecular e, inversamente, a rapidez com que um achado científico puro é convertido em produto biotecnológico.

Graças a estas características, a BM se estendeu por todo o reino da Biologia, sem deixar intocado um só de seus ramos, da análise genética pura à medicina diagnóstica ou terapêutica.

A consciência sobre a importância contemporânea da BM levou a Universidade de São Paulo a inquirir sobre sua própria capacitação na área e sobre as medidas que poderiam estimular essa capacitação. Para tanto, foi articulada uma comissão, encarregada de efetuar esse levantamento, e incumbida de fazer um diagnóstico preliminar da situação e a seguir propor uma política para o desenvolvimento do setor.

Íntegra do artigo na Revista Estudos Avançados, vol. 2, n. 1 página 93.

Relacionado

Leia o artigo "Um modelo para as ciências naturais" de 12 de março de 1990, Informativo IEA, n. 9.

PROFESSOR VISITANTE

Richard Charles Garrat atuou, em 1989, no programa de pós-graduação no departamento de Física e Ciências de Materiais (USP) na disciplina Cristalografia de Macromoléculas. Colaborou no projeto de pesquisa sobre separação, purificação e cristalização de toxinas de venenos de ofídios brasileiros.

EVENTOS

  • Energia em Sistemas Biológicos

Expositor: Leopoldo de Meis (UFRJ)

Coordenador: Walter Colli

18 de novembro de 1987

  • Structure-function. Relationship of Transferrin

Expositor: Richard Garratt

14 de setembro de 1989

  • Estratégias em Biologia Molecular

Expositor: Gerhard Malnic (IEA e ICB)

9 de outubro de 1991

  • Regulation of Vitellogenin Gene Expression in Transgenic Caenorhabilits Elegans

Expositor: Thomas Blumenthal (Universidade do Colorado Boulder)

21 de maio de 1992

  • New Generation of Biological, Products for Human Use

Expositor: Darrell T. Liu (Universidade Rockfeller - EUA)

29 de maio de 1992

  • Hipertensão: Contribuições da Biologia Molecular

Expositor: Eduardo Moacyr Krieger (FM-USP)

Coordenação: Walter Colli

24 de outubro de 1995