Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / A trajetória das políticas de combate à fome no Brasil

A trajetória das políticas de combate à fome no Brasil

"Avanços e Retrocessos na Trajetória das Políticas de Combate à Fome no Brasil" é o tema da conferência que a socióloga Anna Peliano faz no dia 18 de abril, às 9h30, no Auditório do Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP.

A socióloga Anna Peliano, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e do Grupo de Pesquisa Nutrição e Pobreza do IEA, faz a conferência "Avanços e Retrocessos na Trajetória das Políticas de Combate à Fome no Brasil" no dia 18 de abril, às 9h30, no Auditório do Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP.

Anna Peliano
A socióloga Anna Peliano

Peliano fará um histórico das políticas para a questão, com destaque para os momentos em que teve participação ativa no processo, ora nos órgãos governamentais, ora no meio acadêmico,  sempre atenta aos movimentos da sociedade.

Para ela, num momento em que o país se destaca internacionalmente pelos avanços obtidos na luta contra a fome e a pobreza, "torna-se especialmente relevante analisar o percurso trilhado nas últimas sete décadas para compreender os sucessos e o desafios que ainda se apresentam para a sociedade brasileira". Ao longo de seu depoimento serão destacados e reconhecidos os avanços ocorridos, mas será mantida a preocupação de oferecer uma visão crítica que estimule o debate e evite a repetição de erros cometidos no passado.

A abordagem da socióloga considerará quatro períodos-chave:

  • o primeiro vai dos primórdios das políticas de alimentação, nos anos 40, até a aprovação do Programa Nacional de Alimentação e Nutrição (Pronan) II em meados dos anos 70;
  • o segundo, que capta os avanços no campo conceitual e as distorções no campo das práticas governamentais, estende-se até o final dos anos 80;
  • o terceiro abrange as reviravoltas da década de 90;
  • o quarto compreende o primeiro decênio do século 21, destacando-se o período do governo Lula, no qual a alimentação é elevada à condição de um direito constitucionalmente assegurado.

Socióloga e pós-graduada em política social pela Universidade de Brasília (UnB), Peliano é coordenadora de Estudos de Responsabilidade Social do Ipea, onde ingressou em 1975,  e integra o Grupo de Pesquisa  Nutrição e Pobreza. Elaborou e publicou vários trabalhos na área, tendo como ênfase a avaliação de políticas públicas. Participou da elaboração de importantes programas de combate à fome e à pobreza no país. Foi assessora do Ministério da Agricultura para a implantação de Programas de Alimentação Popular (1985). Coordenou pesquisas sobre ação das organizações não-governamentais na Unicamp e na UnB. Coordenou o Núcleo de Estudos da Fome da UnB (1987-1992), onde foi responsável pela edição do jornal “Fome em Debate”.  Foi diretora de Política Social do Ipea (1992-1994 e 2003-2007). Coordenou a elaboração do Mapa da Fome, que subsidiou o trabalho de Herbert de Souza, o Betinho, na Campanha Nacional contra a Fome (1993). Participou como membro da Sociedade Civil no Conselho Nacional de Segurança Alimentar (Consea) (1993-1994) e foi secretária-executiva da Comunidade Solidária (1995-1998).

O evento terá coordenação de Ana Lydia Sawaya, da Unifesp e coordenadora do Grupo de Pesquisa Nutrição e Pobreza.

ASSISTA AO VÍDEO
VEJA AS FOTOS

Foto: Mauro Bellesa/IEA-USP