Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Futebol e sociedade: os efeitos da derrota

Futebol e sociedade: os efeitos da derrota

por Mauro Bellesa - publicado 23/07/2014 10:55 - última modificação 01/02/2016 10:20

Torcedora depois da derrota para a Alemanha

Até que ponto o desempenho do Brasil na Copa do Mundo e a sua eliminação afetou a autoestima e a imagem do país, nacional e internacionalmente, não só no futebol, mas principalmente nas esferas política, econômica, social e cultural?

Essa questão será analisada no evento Debate em 2 Tempos: A Fantasmagoria da Derrota, o Futebol como Metáfora, que o IEA-USP realiza no dia 25 de julho, das 10 às 16 horas, na Sala Ruy Leme da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP.

O objetivo central do debate é traçar um paralelo entre o futebol e a sociedade e discutir o papel desse esporte na identidade nacional no contexto de uma nova geopolítica, onde o Brasil é visto como uma liderança em ascensão.

Relacionado

autores sobre a derrota do Brasil

 

    No primeiro tempo, das 10 às 12 horas, os debatedores serão: Ugo Giorgetti, cineasta e colunista do caderno “Edição de Esportes” do jornal “O Estado de S.Paulo”; Daniela Alfonsi, antropóloga, diretora de Conteúdo do Museu do Futebol; Luiz Carlos Ribeiro, historiador, professor do Departamento de História da Universidade Federal do Paraná; e Bernardo Sorj (via rede), sociólogo e professor visitante do IEA-USP.

    O segundo tempo, das 14 às 16 horas, terá a participação de: Carlos Melo, cientista político, professor do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper) e integrante do Grupo de Pesquisa Qualidade da Democracia do IEA-USP; Fernando Mires (via rede), cientista político, professor da Universidade de Oldenburg, Alemanha; Germán Labrador Méndez (via rede), professor do Departamento de Línguas e Culturas Espanhola e Portuguesa da Universidade de Princeton, EUA; e Lorenzo Mammì, crítico de arte e professor do Departamento de Filosofia da FFLCH-USP.

    Mediado por Renato Janine Ribeiro, professor titular da FFLCH-USP e coordenador do grupo de pesquisa O Futuro nos Interpela, o debate dá continuidade às discussões ocorridas no âmbito do Laboratório Sociedades Contemporâneas, iniciadas em junho de 2013 no calor das manifestações de rua que ocorreram nas principais cidades do país.

    O evento é gratuito e aberto a todos os interessados, que devem se inscrever por meio de mensagem para leila.costa@usp.br. Haverá transmissão ao vivo pela internet. A FEA-USP fica na Avenida Prof. Luciano Gualberto, 908, Cidade Universitária, São Paulo, SP (mapa).

    Foto: Mídia Ninja