Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Senai-Cimatec na Bahia inaugura Instituto de Estudos Avançados

Senai-Cimatec na Bahia inaugura Instituto de Estudos Avançados

por Letícia Martins Tanaka - publicado 15/12/2020 17:25 - última modificação 23/12/2020 14:46

Primeira cátedra da instituição é voltada para a nanociência e nanotecnologia

 

O Centro Universitário Senai-Cimatec realizou a inauguração do Instituto de Estudos Avançados Senai-Cimatec (IEA Senai-Cimatec) na última sexta-feira, dia 11 de dezembro. A instituição será dirigida pelo pesquisador Jailson Bittencourt, professor da instituição e titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

Cerimônia de Inauguração do IEA Senai-Cimatec
Professor Guilherme Ary Plonski participou da inauguração do novo IEA

O diretor do Instituto de Estudos Avançados da USP (IEA-USP), Guilherme Ary Plonski participou virtualmente da cerimônia. “Os IEAs são um espaço para favorecer novas ideias resultantes do convívio, do confronto e da interação entre as diversas áreas de trabalho intelectual, como disse o reitor Goldemberg ao fundar o nosso IEA em 1986. Por trás da frase existem pessoas e nem sempre é fácil, mas é incrível a alegria e dinâmica que se tem quando pessoas de diferentes áreas podem fazer isso”, afirmou Plonski. “É uma alegria poder participar desse ‘parto intelectual’ nesse ano tão difícil para todo mundo”, comentou o diretor.

O IEA Senai-Cimatec irá focar na inovação, com o objetivo principal de atuar em temas de alta relevância para educação, ciência, tecnologia e inovação, com uma visão inter e multidisciplinar no âmbito local, nacional e mundial. “Inovação é o que torna a invenção acessível e de uso prático. Isso não é produto de um gênio solitário, por isso precisa da liberdade de pensar e de colaboração”, disse Bittencourt.

A nova instituição será organizada em cátedras, que serão ocupadas por cientistas de reconhecimento nacional e internacional que possam aprimorar o corpo acadêmico do centro universitário, visando à criação da Universidade Senai-Cimatec. A primeira cátedra, também homologada no dia 11, será sobre nanociência e nanotecnologia, tendo como primeiro coordenador o professor do Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Oswaldo Luiz Andrade.

Além de Plonski, o evento também teve a presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes. “As pessoas que ainda não acreditam na ciência brasileira deveriam visitar esses lugares para começar a mudar de opinião, porque a gente tem toda a capacidade de transformar o Brasil e colocar esse país na fronteira da tecnologia”, disse o ministro, referindo-se ao Senai Cimatec, ao Sirius de Campinas e a outros centros tecnológicos avançados do país.


Foto: Nalini Vasconcelos/Senai-Cimatec