Você está aqui: Página Inicial / REVISTA / Lançamentos

Futuro das universidades e degradação urbana e ambiental são temas de 'Estudos Avançados' 95

por Mauro Bellesa - publicado 10/04/2019 12:55 - última modificação 06/08/2019 12:17

Capa da revista 'Estudos Avançados' 95

Além de perspectivas para as universidades e questões urbanas e ambientais, a edição 95 da revista “Estudos Avançados”, lançada este mês, também debate a judicialização da saúde e o princípio de precaução. Segundo o editor da publicação, Alfredo Bosi, “o primado atual da tecnologia é um dos temas transversais que aproximam artigos sobre objetos tão variados”. [Veja o sumário abaixo.]

Complementam o número resenhas de oito livros sobre artes visuais, literatura, ciência política, economia e globalização. [A versão digital da edição já pode ser lida no site da SciELO.]

A seção de abertura do número, dedicada à universidade, traz artigo do ex-reitor da USP e ex-diretor do IEA Jacques Marcovitch sobre três aspectos: o projeto Desempenho Acadêmico e Avaliações, por ele coordenado; as transformações por que passam as instituições acadêmicas; a contestação de propostas que no seu entender descaracterizariam as universidades públicas, como a implantação do pagamento de mensalidades.

A necessidade de adaptação das universidades a uma nova realidade dominada pelas redes de informação é analisada por Luiz Bevilacqua, professor visitante do IEA em 2017 e 2018, no artigo “O Último Trem para Alexandria”.

Os artigos da seção especificamente voltados à USP tratam dos estudos feitos por seus pesquisadores sobre a instituição (“Desequilíbrio Financeiro, Missões da Universidade e Avaliação – Autorreflexão na USP”, de Ricardo Terra) e como a ideia e o projeto de universidade aparecia no discurso e nas ações de intelectuais paulistas e estrangeiros no início dos anos 30 (“A Intelectualidade Paulista, o Manifesto dos Pioneiros e a Universidade de São Paulo em sua Primeira ‘Missão’”, de Carlota Boto).

Cidades e Ambiente

A degradação urbanística de grandes cidades e o desmatamento de vastas regiões do país são dois dos temas discutidos na seção “Cidade e Ambiente”. Bosi destaca o conflito entre os defensores de um estilo de moradia mais humano e a “violenta deterioração do espaço de que são exemplos e vítimas os bairros de baixa classe média e as favelas na periferia das grandes cidades”, questão discutida nos artigos “Fim das Utopias, A Cidade de São Paulo e a Discussão do Urbanismo Contemporâneo”, do urbanista Antonio Claudio Pinto da Fonseca e do historiador Carlos Guilherme Mota, e “A Conflagração do Espaço: A Tensa Relação Porto-Cidade no Planejamento Urbano", de João Mendes Rocha, especialista em políticas públicas e gestão governamental.

Nos textos sobre ambientalismo, o editor sublinha a preocupação com “interesses econômicos que promovem o desmatamento selvagem”, lembrando que, “depois de um curto período de relativo controle, volta a ameaça antiecológica que atinge regiões inteiras da Amazônia e do Nordeste”. O tema está presente nos artigos “Territórios e Alianças Políticas do Pós-Ambientalismo”, de especialistas de várias instituições, e “Características e Procedência da Lenha Usada na Cocção no Brasil”, da química Adriana Gioda.

As duas outras seções de artigos são “Saúde”, com dois textos, e “O Princípio de Precaução, com três colaborações. Na primeira, são debatidas duas questões: as orientações do Conselho Nacional de Justiça para a ação de profissionais do direito na efetivação do direito à saúde e as técnicas de coaching de bem-estar na mudança de estilo de vida no sistema público de saúde.

No artigo "A Adoção de Medidas de Precaução diante dos Riscos no Uso das Inovações Tecnocientíficas", o filósofo Hugh Lacey, ex-professor visitante do IEA, onde integra o Grupo de Pesquisa Filosofia, História e Sociologia da Ciência e da Tecnologia, discute as responsabilidades de cientistas e instituições na condução da pesquisa necessária para informar as medidas de precaução. O texto de Lacey é acompanhado de dois artigos de outros pesquisadores: um revisa o princípio de precaução no ordenamento jurídico brasileiro ante acordos internacionais; o outro discute os principais argumentos  envolvidos no debate sobre a cientificidade do princípio de equivalência substancial, que afirma serem os organismos geneticamente modificados, popularmente conhecidos como transgênicos, quimicamente equivalentes aos organismos selecionados pelas técnicas tradicionais de melhoramento e, assim, não necessitariam de estudos toxicológicos adicionais.

"Estudos Avançados" 95 (janeiro-abril/2019), 328 págs, R$ 30,00. A assinatura anual (três edições) custa R$ 80,00. Mais Informações: www.iea.usp.br/revista, estavan@usp.br e telefone (11) 3091-1675.



Sumário

Editorial

  • Cidade e Ambiente - Alfredo Bosi

Universidade

  • A Universidade em 2022 - Jacques Marcovitch
  • A Intelectualidade Paulista, o Manifesto dos Pioneiros e a Universidade de São Paulo em sua Primeira 'Missão' (1932-1934) - Carlota Boto
  • Desequilíbrio Financeiro, Missões da Universidade e Avaliação - Autorreflexão na USP - Ricardo Terra
  • O Último Trem para Alexandria - Luiz Bevilacqua

Cidadania e Ambiente

  • Territórios e Alianças Políticas do Pós-Ambientalismo - Roberto Araújo, Ima Célia Guimarães Vieira, Peter Mann de Toledo, Andréa dos Santos Coelho, Eloi Dalla-Nora e Felipe Milanez
  • A Conflagração do Espaço: Uma Tensa Relação Porto-Cidade no Planejamento Urbano - João Mendes Rocha
  • Aspectos de Regulação Internacional do Petróleo: O Caso Brasil - Thais da Silva Chedid e Edmilson Moutinho dos Santos
  • Características e Procedência da Lenha Usada na Cocção no Brasil - Adriana Gioda
  • Tecnologia Blockchain: Inovação em Pagamentos por Serviços Ambientais - Ranulfo Paiva Sobrinho, Junior Ruiz Garcia, Alexandre Gori Maia e Ademar Ribeiro Romero
  • A Cidade no Pensamento Brasileiro do Século 16 ao século 20 - Candido Malta Campos
  • Fim das Utopias? A Cidade de São Paulo e a Discussão do Urbanismo Contemporâneo - Antonio Claudio Pinto da Fonseca e Carlos Guilherme Mota
  • Sociedade Sensoriada: A Sociedade da Transformação Digital - Marcos Cesar Weiss

Saúde

  • Judicialização da Saúde e Medicalização: Uma Análise das Orientações do Conselho Nacional de Justiça - Aline Marques, Carlos Rocha, Felipe Asensi e Diego Machado Monnerat
  • Técnicas de Coaching de Bem-Estar na Mudança do Estilo de Vida no Sistema Público de Saúde - Luciana Oquendo Pereira-Lancha, Danielle Kallas, Paula Helena Dayan e Antonio Herbert Lancha Jr.

O Princípio de Precaução

  • Adoção de Medidas de Precaução Diante dos Riscos no Uso das Inovações Tecnocientíficas - Hugh Lacey
  • (In)eficácia do Princípio de Precaução no Brasil - Fernanda Viegas Reiochardt e Mayara Regina Araújo dos Santos
  • Transgênicos e o Princípio de Equivalência Substancial - Luciana Zaterka

Resenhas

  • Raymundo Faoro: Intérprete do Brasil em Ação - Leonardo Octavio Belinelli de Brito
  • Bresser-Pereira e a Teoria do Novo Desenvolvimentismo - André Roncaglia de Carvalho
  • O Futuro Passado de uma Experiência: O Lulismo na Encruzilhada - Fabio Mascaro Querido
  • Histórias Afro-Atlânticas - Ricardo Ohtake
  • Poesia Brasileira do Século 18 ao 21 - Flávia Amparo
  • Carta de Rubens Borba de Moraes ao Livreiro Português António Tavares de Carvalho - Marcos Antonio de Moraes
  • Julião Machado: A Arte Gráfica Exalando a Tinta da Impressão - Ana Luiza Martins
  • A Longa Jornada da Ordem Global: Entre Redes e Hierarquias - José Augusto Ribas Miranda