Você está aqui: Página Inicial / REVISTA / Lançamentos

Revista 'Estudos Avançados' destaca prioridade da inovação para o Brasil

por Mauro Bellesa - publicado 05/09/2017 12:25 - última modificação 21/09/2017 16:15

Revista "Estudos Avançados" 90, lançada no início de setembro, traz dossiê sobre inovação.

Capa da revista "Estudos Avançados" 90Os diversos aspectos da inovação são tema do dossiê principal da edição 90 da revista "Estudos Avançados", lançada no início de setembro. Os textos abordam desde questões conceituais até o uso das práticas de inovação em apoio à sustentabilidade ou na gestão púbica. Os 10 artigos são de autoria de acadêmicos brasileiros e estrangeiros, integrantes de organismos governamentais e representantes da indústria (veja no sumário da edição abaixo).

De acordo com o editor da revista, Alfredo Bosi, "o tema não poderia ser mais oportuno, considerando a necessidade de atualização em vários setores produtivos que estacionaram o Brasil em virtude da quase completa ausência de uma interação consistente entre governo, universidade e indústria". Ele ressalta que os cortes orçamentários recentes tendem a agravar a situação e "tornam problemática essa integração, que, no entanto, seria vital para retomar o projeto de desenvolvimento sustentável em nível nacional".

A elaboração do dossiê foi coordenada por Guilherme Ary Plonski, vice-diretor do IEA e professor da Faculdade de Economia Administração e Contabilidade (FEA) e da Escola Politécnica (Poli) das USP. No artigo de abertura ("Inovação em Transformação"), Plonski fala sobre a concepção da ideia de inovação enquanto resultado e respectivo processo, sua abrangência e a complexidade para criar novas realidades, ação que considera definidora da inovação.

Plonski afirma que a inovação é, ao mesmo tempo, uma ideia transformadora e em transformação, com a perspectiva de seu futuro status estar associado as seguintes características:

  • tratar-se de um conceito duradouro;
  • ser entendida como um gênero, com espécies distintas, tais como a tecnológica, social, educacional, jurídica e até a filosófica;
  • ser objeto de ações para inseri-la nas políticas públicas;
  • estar sujeita a regulação para mitigação de eventuais efeitos deletérios, o que será feito também pelo desenvolvimento de novas inovações corretivas;
  • participar de associações simbióticas com outros movimentos, como os de sustentabilidade ambiental e do empreendedorismo;
  • o fortalecimento dos ecossistemas de inovação, uma vez que ela é sensível ao contexto;
  • ser objeto de uma ação adicional das universidades, que passariam a organizar intelectualmente o complexo território da inovação e a multiplicidade de transformações por ela ensejadas.

 

Relacionado

EVENTOS

A Nova Lei da Inovação: Expectativas, Perspectivas e Iniciativas
4 de abril de 2016

Notícia

Midiateca



Ciência & Indústria - Construindo Novos Caminhos em Tempos Desafiadores

Notícia

Workshop identifica obstáculos e caminhos para a cooperação academia-indústria

Midiateca


 

Interdisciplinaridade em Inovação e Universidades de Excelência
15 de maio de 2017

Notícia

Midiateca


 

Apoiando a Inovação na Indústria: O Papel da Embrapii no Fomento à Inovação no Brasil

Midiateca

Hélice Tríplice

A interação universidade-indústria-governo mencionada por Bosi é um dos assuntos em destaque no dossiê Chamada de Hélice Tríplice pelos especialistas, essa articulação é tema do artigo de Henry Etzkowitz, da Universidade de Londres, Reino Unido, e Chunyan Zhou, da Universidade Shenyang, China, respectivamente, presidente e diretora do Instituto Internacional Hélice Tríplice.

Essa interação deve ser estimulada por uma articulação entre o governo com a iniciativa privada voltada para "enfrentar os desafios tecnológicos que sacodem as economias mundo afora", segundo os sociólogos Glauco Arbix, pesquisador do Grupo de Pesquisa Observatório da Inovação e Competitividade/NAP do IEA, e Zil Miranda, especialista em desenvolvimento industrial da Diretoria de Inovação da Confederação Nacional da Indústria. Para eles, em momentos de crise como a atual situação brasileira é que os países e empresas mais precisam aumentar seu investimento em inovação. Não bastam investimento: "É urgente a definição de estratégias de longa duração para que o país recupere protagonismo internacional e se destaque por sua inteligência e capacidade de fazer CT&I de alta qualidade".

O deputado federal licenciado Sibá Machado (PT-AC), atualmente secretário de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis do Acre, relata em seu artigo os esforços empreendidos nos últimos dez anos por pesquisadores, parlamentares, empresas e governos federais e estaduais para promover as alterações legislativas que levaram ao estabelecimento do novo Marco Legal de CT&I do país.

Mario de Andrade

O segundo conjunto de textos da edição é dedicado ao escritor Mário da Andrade. São colaborações produzidas ou estimuladas no âmbito do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da USP.

Parte da produção crítica do escritor é analisada em três artigos. Ricardo Gaiotto de Moraes trata da crítica à poesia de Manuel Bandeira feita por Andrade e Sérgio Buarque de Holanda. Marcelo Maraninche relacionar as anotações de Andrade sobre os poetas românticos brasileiros com alguns de seus projetos, vínculo que leva o autor de "Macunaíma" a assumir o lirismo romântico como expressão autêntica, "ainda que problemática", da temática brasileira. Ligia Kimori escreve sobre os estudos de Andrade sobre os parnasianos brasileiros.

Dois artigos exploram as relações do escritor com a música. Ligia Fonseca Ferreira apresenta a visão que ele tinha da música, músicos e críticos musicais franceses. Eduardo Tadafumi Sato escreve sobre a influência da obra do compositor alemão Richard Wagner no início da carreira intelectual do escritor paulista. A seção também traz uma análise dos 12 "Poemas da Negra" de Andrade feita por Angela Teodoro Grillo.

Antonio Candido

Ainda no âmbito literário, "Estudos Avançados" homenageia o crítico e professor de teoria literária Antonio Candido, professor emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas FFLCH da USP e professor honorário do IEA, morto em 12 de maio.

No artigo "Mediação Não É Conciliação. Sobre um Legado da Obra de Antonio Candido", Bosi sublinha que a crítica literária produzida por Candido é marcada pela mediação, que constrói uma terceira linguagem capaz de traduzir os significantes de uma posição "dando-lhes outra dimensão semântica", em vez de adotar o discurso "eclético e confuso da conciliação". Segundo o editor da revista, a mediação também estava presente na militância política de Candido, na qual "não havia a preocupação de conciliar teoricamente posições filosóficas contrastantes".

O outro texto da homenagem é "Antonio Candido e a Academia Brasileira de Letras", do ensaísta Alberto Venancio Filho, membro da instituição. Ele relata o relacionamento de mútua admiração entre a ABL e Candido e as recusas deste em se candidatar a uma cadeira por que "não tinha espírito associativo".

Música caipira

A cultura popular brasileira de origem rural está representada na seção "Música Caipira", que abre com o artigo "Caipira: Cultura, Resistência e Enraizamento", de Ivan Vilela, músico, compositor e professor do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. No artigo, Vilela escreve sobre o surgimento da música caipira como expressão da cultura popular brasileira e como ela, a partir do momento que foi gravada em disco e divulgada no rádio, "ajudou no processo de reenraizamento dos migrantes caipiras da Grande São Paulo".

A seção conta com outros três artigos: Rafael Marin da Silva Garcia descreve os primeiros registros da moda de viola coletados no início do século 20, os dilemas decorrentes de seu registro em disco a partir de 1929 e as contradições sobre a perpetuação do gênero. As transformações ao longo do tempo do fandango de chilenas, tipo de bailado de uma região de interior de São Paulo, são o tema de Bruno de Souza Sanches. Eduardo Vicente trata da trajetória da gravadora Chantecler, que teve um papel relevante no registro e difusão da música regional brasileira, especialmente da música sertaneja de São Paulo.

A edição se completa com a seção "Resenhas". Ana Luiz Martins escreve sobre "Imigração Japonesa nas Revistas Ilustradas - Preconceito Político e Imaginário Social (1897-1945)", de Márcia Yumi Takeuchi; Deni Alfaro Rubbo trata de "Caio Prado Júnior, uma Biografia Política", de Luiz Bernardo Pericás; e Daniel Bitter discorre sobre "Porous City: A Cultural History of Rio de Janeiro", de Bruno Carvalho.

Revista "Estudos Avançados" 90, 388 páginas, R$ 30,00 (assinatura anual com três edições: R$ 80,00). Informações sobre como assinar a revista ou adquirir exemplares avulsos: www.iea.usp.br/revista ou com Edilma Martins (edilma@usp.br), tel. (11) 3091-1675.


 

SUMÁRIO DO Nº 90

Inovação

  • Inovação em Transformação - Guilherme Ary Plonski
  • Hélice Tríplice: Inovação e Empreendedorismo Universidade-Indústria-Governo - Henry Etzkowitz e Chunyan Zhou
  • Políticas de Inovação em Nova Chave - Glauco Arbix e Zil Miranda
  • A inovação, o Desenvolvimento e o Papel da Universidade - Jorge Audy
  • Interação Academia-Indústria. Relato da Experiência da Vale - Luiz Eugenio A. M. Mello e Edgar Sardinha Sepúlveda
  • P&D versus Inovação - Jarbas Caiado de Castro Neto
  • Inovação Tecnológica para a Sustentabilidade: Aprendizados de Sucessos e Fracassos - Vanessa Pinsky e Isak Kruglianskas
  • Práticas Intraempreendedoras na Gestão Pública: Estudo de Caso na Embrapa - Édis Mafra Lapolli e Roberto Kern Gomes
  • Radar da Inovação – O Que os Governos Precisam Enxergar - Roberto Agune e José Antônio Carlos
  • Sob os Olhares de Janus, o Foco É no Conhecimento - Sibá Machado

Mário de Andrade

  • A Poesia de Manuel Bandeira: A Crítica de Mário de Andrade e Sérgio Buarque de Holanda - Ricardo Gaiotto de Moraes
  • Aspectos da Marginália de Mário de Andrade na Poesia do Romantismo Brasileiro - Marcelo Maraninchi
  • Os “Poemas da Negra”, uma Leitura a Contrapelo da “Poesia do Senhor do Engenho” - Angela Teodoro Grillo
  • A Lição dos Mestres: Os Parnasianos na Biblioteca de Mário de Andrade - Ligia Kimori
  • Músicas, Músicos e Crítica Musical Francesa em Mário de Andrade - Ligia Fonseca Ferreira e Ligia Kimori
  • Mário de Andrade e Richard Wagner na Aurora do Modernismo Paulista - Eduardo Tadafumi Sato

Música caipira

  • Caipira: Cultura, Resistência e Enraizamento - Ivan Vilela
  • Um Paradoxo entre o Existir e o Resistir: A Moda de Viola através dos Tempos - Rafael Marin da Silva Garcia
  • O Fandango de Chilenas e suas Transformações no Tempo - Bruno de Souza Sanches
  • A Gravadora Chantecler e a Música Regional do Brasil - Eduardo Vicente

Antonio Candido

  • Mediação Não É Conciliação. Sobre um Legado da Obra de Antonio Candido - Alfredo Bosi
  • Antonio Candido e a Academia Brasileira de Letras - Alberto Venancio Filho

Resenhas

  • Revistas Ilustradas: Fonte para Revisão sobre Preconceito e Imaginário Social na Imigração Japonesa - Ana Luiza Martins
  • Heresias do Marxismo Brasileiro: A Agonia de Caio Prado Júnior - Deni Alfaro Rubbo
  • Rio de Janeiro. Explorações sobre uma Cidade Porosa - Daniel Bitter