Você está aqui: Página Inicial / EVENTOS / Figurações da Família na Literatura Brasileira do Século XX

Figurações da Família na Literatura Brasileira do Século XX

por Richard Meckien - publicado 18/10/2019 16:30 - última modificação 07/02/2020 14:40

A literatura é um campo privilegiado de representações e elaborações de histórias e dinâmicas familiares. Oferece, portanto, um repertório importante de conhecimentos sobre questões sociais, culturais e psicológicas que atravessam a família brasileira. Isto quer dizer que, ao se ler os textos literários, é possível refletir sobre os valores, modos de funcionamento, dinâmicas, conflitos e transformações da família brasileira ao longo do século XX. E a via inversa também é verdadeira: o diálogo da análise literária com o campo dos estudos multidisciplinares da família pode contribuir para uma compreensão ampliada dos textos literários, de suas representações e elaborações sobre a vida familiar.

Contemplada com uma vaga de pesquisadora no Programa Ano Sabático do Instituto de Estudos Avançados da USP, no período de 1 de agosto de 2019 a 31 de janeiro de 2020, Belinda Mandelbaum está desenvolvendo a pesquisa Figurações da Família na Literatura Brasileira do Século 20, que visa conhecer modos pelos quais a família brasileira - seus arranjos e composições, modos de organização, relações de gênero e entre as gerações, seus valores e dinâmicas intersubjetivas – foi retratada e elaborada em textos consagrados da Literatura brasileira do período. O curso de difusão, de mesmo nome, visa compartilhar com o público de dentro e de fora da universidade os achados desta pesquisa. Gratuito, ele será desenvolvido ao longo de oito aulas, sempre às quartas-feiras, com a duração de duas horas cada uma, a partir do dia 22 de abril de 2020.

Objetivo

Oferecer um repertório advindo dos estudos sobre Família nas Ciências Humanas, com contribuições advindas da História, da Sociologia, da Antropologia, da Psicologia e da Psicanálise, que organize um campo de diálogos com textos da Literatura Brasileira do século XX, através do qual se possam conhecer as concepções de família, relações e dinâmicas familiares mobilizadas nesses textos, bem como refletir sobre a constituição do sujeito moderno no Brasil a partir de suas configurações familiares, tais como se apresentam na literatura trabalhada. As análises a serem realizadas, ainda que priorizem a leitura desarmada dos textos literários selecionados, devem convocar e tencionar os estudos de família nos diversos campos do conhecimento, em diálogo com o contexto sociocultural brasileiro.

Coordenação

Belinda Mandelbaum (IP-USP)

Público-alvo

Na qualidade de curso de difusão, estará aberto a todos os interessados – estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e público interessado, de dentro e fora da comunidade da USP.

Critérios de avaliação

85% de frequência às aulas.

Critérios de Seleção

As vagas serão preenchidas conforme ordem de inscrição.

Cronograma

  • Inscrição: de 23 de março a 10 de abril de 2020 pelo sistema Apolo (http://e.usp.br/f3h).
  • Divulgação da lista de inscritos e da lista de espera: 13 de abril.
  • Confirmação da inscrição mediante comparecimento à primeira aula: 22 de abril.

 

Resultado

Alunos matriculados (40 vagas) - em 13 de abril
Lista de espera (por ordem de inscrição) - em 13 de abril

Atenção: A presença no primeiro encontro por parte dos alunos matriculados será utilizada como critério para confirmação de interesse em manterem a vaga, o que permitirá, eventualmente, que os inscritos em lista de espera ocupem vagas remanescentes. Alunos matriculados que não puderem comparecer ao primeiro encontro mas que se comprometem a atingir a frequência mínima exigida para aprovação no curso (85%) deverão confirmar o interesse escrevendo para rkmeckien@usp.br para não correrem o risco de serem desmatriculados. Um aviso a respeito de vagas remanescentes será dado após o dia 22/04 (início do curso).

Programa

Nas primeiras três aulas, serão apresentadas contribuições teóricas e metodológicas advindas dos diversos campos do saber que possam fundamentar a leitura dos textos literários e a pesquisa, no interior deles, dos temas relacionados à família.

22/04 | Aula 1: Estudos de família no campo das Ciências Humanas

  • Evolucionismo e Estruturalismo;
  • Contribuições dos estudos de História da família brasileira;
  • Estudos de família no campo da Teoria Crítica.


Textos para leitura*

Berquó, E. (2014). A família no século XXI: um enfoque demográfico. Revista brasileira de estudos de população, 6(2), 1-16. Recuperado de https://www.rebep.org.br/revista/article/view/554.

Candido, A. The Brazilian Family. In: Smith, T. L. & Marchant, A. (orgs.). Brazil: portrait of half a continent. Nova York: The Dryden Press, 1951.

Corrêa, M. Repensando a família patriarcal brasileira. In: Cadernos de pesquisa n°37. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 1981. p. 5-16. Recuperado de http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/1590/1580.

Horkheimer, M; Adorno, T. (1956). Família. In: Temas básicos da sociologia. Tradução de Álvaro Cabral. São Paulo: Cultrix, 1978, p. 132-150.

Lévi-Strauss, C. A família. In: O olhar distanciado. Lisboa: 70, 1986.

Samara, E. O que mudou na família brasileira (da colônia à atualidade). Psicologia USP, vol.13, n.2, 2002, pp. 27-48.

29/04 | Aula 2: Estudos de família nos campos psicológico e psicanalítico

  • Origens e contribuições do trabalho com famílias no campo psicológico: a família como sistema e aportes da teoria da comunicação humana;
  • A compreensão da família a partir do campo psicanalítico: inconsciente familiar, teoria do vínculo, trauma e transmissão intergeracional.


Textos para leitura*

Mandelbaum, B. Psicanálise da família. SP: Casa do Psicólogo, 1ª edição, 2008, p. 37-106.**

06/05 | Aula 3: Método de leitura, sobre ler/interpretar um texto: entre compreender e explicar. Trabalho com textos de Paul Ricoeur, Antônio Candido e Davi Arrigucci Jr.

Textos para leitura*

Arrigucci Jr., D. Em busca do sentido. In: O guardador de segredos. São Paulo: Companhia das letras, 2010, p. 219-238.

Candido, A. Os elementos de compreensão. In: Formação da literatura brasileira. 5ª. edição. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia/São Paulo: Edusp, 1975. p. 34-36.

Ricoeur, P. ¿Qué es un texto?. In: Del texto a la acción: ensayos de hemenéutica II. Trad. Pablo Corona. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2000, [1986], p. 127-147.

As cinco aulas seguintes serão dedicadas à leitura de textos literários, sempre com foco nas questões relativas à família.

13/05 | Aula 4: "O peru de Natal", do livro Contos novos (1947/2015), de Mário de Andrade.

20/05 | Aula 5: "A imitação da rosa", do livro Laços de família (1960/1969), de Clarice Lispector.

27/05 | Aula 6: "Sorôco, sua mãe, sua filha", do livro Primeiras estórias (1962/1964), de Guimarães Rosa.

03/06 | Aula 7: Poemas "Confidências do itabirano", "Retrato de família", "Convívio", "Perguntas", da Antologia poética (1962/1987), e "Mancha", "Paredão" e "Fim da casa paterna", de Boitempo (1968/1979), de Carlos Drummond de Andrade.

10/06 | Aula 8: Lavoura arcaica (1975/1989), de Raduan Nassar.***

Texto para leitura*

Mandelbaum, B. Na lavoura arcaica. Estudos Avançados, IEA/USP: 32 (92), 2018.

*Parte dos textos está disponível para download nesta página. Os demais podem ser impressos no serviço de xerox do conjunto residencial da USP (Crusp), onde há uma pasta do curso. Aqueles que não estiverem familiarizados com o campus devem solicitar orientação por e-mail.

**Em função do grande número de páginas selecionadas para leitura, a ministrante do curso solicitou à editora alguns exemplares do livro para serem destinados a venda. Alunos interessados na aquisição devem entrar em contato por e-mail. O número de exemplares é limitado.

***A obra não será disponibilizada para acesso digital ou como cópia, por se tratar de um volume completo.