Você está aqui: Página Inicial / EVENTOS / Preservação da Memória Literária do Brasil de Língua Alemã

Preservação da Memória Literária do Brasil de Língua Alemã

por Cláudia Regina - publicado 02/06/2020 14:20 - última modificação 04/06/2020 08:20

Detalhes do evento

Quando

de 26/10/2020 - 09:00
a 26/10/2020 - 13:00

Onde

Sala Alfredo Bosi, Rua Praça do Relógio, 109, Cidade Universitária, São Paulo

Nome do Contato

Telefone do Contato

11 3091-1686

Adicionar evento ao calendário

No âmbito das atividades do Grupo de Pesquisa “Tempo, Memória e Pertencimento”, um dos focos é o fenômeno da imigração. Dentro deste campo, surgem, por exemplo, os indivíduos de língua alemã e, neste grupo étnico, despontam aqueles que vieram a ser escritores e deixaram registradas de forma poética suas experiências no Brasil. Nesse sentido, o grupo apresenta interfaces com as investigações do grupo “Relações linguísticas e literárias Brasil - Países de Língua Alemã”, da FFLCH-USP.

De particular interesse apresenta-se, no momento, o legado literário dos imigrantes de língua alemã e seus descendentes no país. Suas contribuições à construção do Brasil aguardam pesquisa.

Estabelecidos em colônias a partir do século XIX em território brasileiro, especialmente no sul, esses grupos de imigrantes de língua alemã, em paralelo à construção dos meios de subsistência física, logo começam a preocupar-se com a manutenção de laços de pertença (fundação de jornais, anuários, escolas, igrejas, clubes). Os jornais e os anuários, para além das notícias sobre a vida prática nas colônias, investem também em cultura e, neste campo, abrem espaço para a poesia e para a narrativa. No começo, vinham a lume textos provenientes da literatura canônica de língua alemã, também de literatura brasileira traduzida para o alemão. Depois, os próprios imigrantes começaram a produzir sua própria literatura e a publicá-la nos jornais e nos anuários. Também criaram obras extensas, publicadas em brochuras nas editoras associadas com a impressão dos jornais. O teatro não faltou. Esses textos merecem atenção tanto pelas imagens que traduzem o desenvolvimento do Brasil visto de uma perspectiva sui generis quanto pela realização estética que alcançam.

Inscrições

Evento público e gratuito | com inscrição prévia

Programação

9h – 9h15

Abertura

Marina Massimi (IEA/USP)

9h15 – 10h

Ontem e Hoje. A Parte Alemã da Literatura Brasileira

Celeste Ribeiro de Sousa (RELLIBRA/USP/IEA)

10h – 10h45

A imprensa de língua alemã no Brasil

Paulo Astor Soethe (UFPR)

10h45 – 11h30

O protestante Wilhelm Rotermund e sua obra (1843-1925)

Gerson Neumann (RELLIBRA/UFRGS)

11h30 – 12h15

O Padre jesuíta Balduíno Rambo e sua obra (1905-1961)

Isabel Arendt (UNISINOS)

12h15 – 12h30

Comentários Finais/Encerramento

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo