Você está aqui: Página Inicial / PESQUISA / Programa Ano Sabático / Pesquisadores em 2017

Pesquisadores em 2017

por Fernanda Rezende - publicado 02/03/2017 16:10 - última modificação 13/09/2017 10:28

Andrea Cavicchioli - Perfil

Andrea Cavicchioli - EACH
Apresentou o projeto "Atlas da Arquitetura em Terra". Seu objetivo é reunir, complementar e sistematizar os conhecimentos sobre as construções históricas realizadas nos séculos 16 a 19 no Estado de São Paulo com técnicas tradicionais baseadas no uso de terra crua. Com isso, pretende propiciar a elaboração de estratégias de conservação com base na caracterização químico-física dos elementos materiais desse patrimônio.

Professor associado da EACH, Cavicchioli é graduado em química industrial pela Universidade de Estudos de Milão, Itália, e obteve os títulos de mestre em química analítica ambiental pela Universidade de Londres, Reino Unido, e doutor em química analítica pelo Instituto de Química da USP, onde também realizou pesquisa de pós-doutorado. É livre docente pela EACH.

 

Arlindo Philippi Jr - PerfilArlindo Philippi Jr. - FSP

"Experimentações Urbanas na Perspectiva de Novas Ideias e Soluções Sustentáveis para a Cidade" é o título do projeto apresentado por Philippi Jr. Ele pretende desenvolver ideias e soluções - por meio de experimentações, discussões e reflexões - que possam contribuir para responder às necessidades das pessoas no seu cotidiano e nas transformações urbanas, levando em consideração os princípios da sustentabilidade e as necessárias articulação e concepção interdisciplinares.

Philippi Jr. é professor titular da FSP. Engenheiro civil formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, tornou-se especialista, mestre, doutor e livre docente em saúde pública pela FSP. Aperfeiçoou-se na área ambiental em cursos de instituições do Japão, Reino Unido e EUA e realizou pesquisas de pós-doutorado no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, EUA.

 

Berenice Bilharinho de Mendonça - PerfilBerenice Bilharinho de Mendonça - FM

Berenice desenvolverá o projeto "Desenvolvimento e Divulgação de Material Educacional para Aprimoramento do Diagnóstico e Tratamento dos Distúrbios do Desenvolvimento Sexual (DDS) no Brasil". O objetivo é desenvolver e divulgar protocolos de atendimento para os profissionais da saúde e material didático esclarecedor do diagnóstico clínico, laboratorial e molecular dos DDS para pais, familiares e professores de crianças com genitália atípica, para aprimorar o diagnóstico e tratamento desses pacientes em todo o país.

Ela graduou-se em medicina na Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro e obteve os títulos de mestre e doutora pela Faculdade de Medicina da USP, onde é titular de clínica médica/endocrinologia. Berenice é especializada em endocrinologia pediátrica pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

 

Frederico Azevedo da Costa Pinto - PerfilFrederico Azevedo da Costa Pinto - FMVZ

"Homem Moderno: Um Animal Privado Socialmente do Direito de Adoecer" é o tema do projeto de pesquisa que Costa Pinto realizará no IEA. Ele avaliará historicamente as mudanças na forma como a sociedade enxerga e lida com indivíduos doentes e confrontar tais mudanças com a evolução da jornada de trabalho, das expectativas de produtividade do trabalhador moderno e com os investimentos farmacêuticos em compostos paliativos focados na restauração momentânea do bem-estar.

Costa Pinto graduou-se em veterinária na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP, onde tornou-se mestre e doutor em patologia experimental. Desenvolveu pesquisas de pós-doutorado na FMVZ, na Universidade Estadual da Lousiana e na Universidade Rockefeller, estas duas nos EUA.

 

Gilson Schwartz - PerfilGilson Schwartz - ECA

No projeto "Mil Clicks: Monetização Lúdica, Cidade Líquida e Disrupções Digitais na Teoria do Valor", Schwartz pretende realizar pesquisa teórica, produção audiovisual colaborativa e desenvolver software. Ao mesmo tempo, acompanhará um caso prático: a monetização criativa por meio da campanha de mídia social Mil Clicks, criada e coordenada por ele em parceria com a Unesco, com implementação iniciada na Global Mil Week (2 a 6 de novembro de 2016), atividade vinculada à Assembleia Geral da Unesco sobre alfabetização midiática e informacional.

Graduado em economia pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP e em sociologia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Schwartz é doutor pelo Instituto de Economia da Unicamp e livre docente pela ECA. Foi professor visitante do IEA, onde criou o projeto Cidade do Conhecimento, e do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de Warwick, Reino Unido.

 

Kátia Rubio - PerfilKátia Rubio - EEFE

Professora associada da EEFE, Kátia apresentou o projeto "A influência dos Deslocamentos Nacionais e da Migração Transnacional na Formação da Identidade de Atletas Olímpicos Brasileiros". O corpus a ser utilizado pela pesquisa compreende as narrativas biográficas sobre cerca de 1.300 atletas brasileiros participantes de Jogos Olímpicos desde 1948. Ela destaca que o processo de profissionalização do esporte ocorreu concomitantemente ao processo de globalização e à reconfiguração dos Estados nacionais, condição estreitamente vinculada à carreira de atletas que dependem de um sistema esportivo organizado em nível nacional para poder disputar competições internacionais. "Daí a importância e a relevância dos estudos relacionados com a construção e desenvolvimento de identidades nacionais, condição fortemente abalada em função da globalização".

Livre docente pela EEFE, Kátia é graduada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e em psicologia pela PUC-SP, mestre pela EEFE e doutora pela Faculdade de Educação (FE) da USP. Foi professora visitante na Universidade Estadual Kent de Ohio, EUA, e no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de Birmingham, Reino Unido.

 

Marisa Midori Deaecto - PerfilMarisa Midori Deaecto - ECA

"A 'Idolatria Democrática' ou a Impossível Igualdade: Um Estudo sobre a Recepção de François Guizot no Brasil (1848-1860)" é o projeto no qual a pesquisadora vai averiguar se os primeiros escritos sobre a Revolução Francesa foram lidos, discutidos ou mesmo apropriados pelos leitores brasileiros. O estudo sobre a recepção de Guizot, historiador e político francês, principalmente de seu libelo "De la Démocracie en France", insere-se em um projeto mais ambicioso – e de longo prazo – de Marisa voltado para a identificação e análise das edições de autores franceses traduzidas para o português e publicadas de 1848 a 1889.

Ela é graduada em história pela FFLCH, onde se tornou mestre e doutora em história econômica. Além de professora da ECA, é docente credenciada do Programa de Pós-Graduação em História Econômica da FFLCH e coordenadora do Grupo de Estudos História da Edição e das Práticas de Leitura no Brasil, vinculado ao Núcleo de Estudos do Livro e Edição (Nele) da USP.

 

Stelio Marras - PerfilStelio Alessandro Marras - IEB

O projeto de Marras tem por tema "Antropologia e Ecologia: Outras Alteridades, Novos Pactos". Sua hipótese de trabalho é que o objeto da antropologia - "tradicionalmente tomado como 'cultura' ou 'sociedade'" - necessita de revisão urgente diante dos desafios de "um conjunto interligado de problemas que mais e mais nos assombram": erosão da biodiversidade a par da sociodiversidade; ameaças crescentes à segurança alimentar; poluição e envenenamento de solos, rios, oceanos e atmosfera; elevação do nível dos mares; esgotamento de recursos ("e da própria noção de recurso, vale adiantar") e inúmeros problemas conexos e derivados do aquecimento global. De acordo com Marras, esses desafios "emergem agora, mais do que nunca, à revelia das não menos tradicionais separações epistemológicas, ontológicas e de tarefas entre ciências da matéria e ciências do espírito".

Professor e pesquisador do IEB, Marras é graduado em ciências sociais e mestre e doutor em antropologia pela FFLCH. É pesquisador do Centro de Estudos Ameríndios (Cesta) da USP e coordenador do Laboratório Pós-Disciplinar de Estudos (Papod), sediado no IEB.