Você está aqui: Página Inicial / NOTÍCIAS / Rede IEA

Rede IEA

por Aziz Salem - publicado 08/08/2016 14:39 - última modificação 08/08/2016 14:39

Pesquisadores do IEA participam de seminário sobre migrações e refugiados

por Fernanda Rezende - publicado 27/03/2017 15:30 - última modificação 27/03/2017 16:14

A BibliASPA, o Ministério das Relações Exteriores e o Núcleo de Apoio à Pesquisa (NAP) Brasil-África da USP organizam o Seminário Internacional sobre Migrações, Refúgios e Deslocamentos, que acontece de 30 de março a 1 de abril, em São Paulo, a partir das 14h do dia 30, no Auditório Principal da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.

Apoiado pela Unesco e pelo Grupo de Pesquisa Diálogos Interculturais do IEA, o encontro terá a participação de Sylvia Dantas e Paulo Farah, coordenadora e membro do grupo.

O seminário debaterá e buscará desdobramentos sobre a questão das migrações e dos refugiados, um dos principais temas da atualidade no contexto internacional e no Brasil. Veja a programação completa e inscreva-se.

Os conferencistas buscarão responder às seguintes questões:

• O que significa ser refugiado?

• Por que alguém se torna refugiado?

• Para onde essas pessoas vão e de onde elas vêm?

• Que direitos possuem?

• Como o Brasil tem se posicionado?

• Quais os principais grupos de migrantes e refugiados que vivem no Brasil, na América do Sul, no Oriente Médio e na África?

• Como suas culturas se caracterizam?

• Como é possível apoiar a integração e o bem-estar dessas pessoas e que iniciativas são promovidas com esse intuito?

• De que forma o Sul se relacionou historicamente com temas de migração e questões humanitárias, e particularmente na questão dos refugiados?

• A migração, a mobilidade, o refúgio e a mudança social desafiam a divisão Norte-Sul em termos heurísticos - politicamente e intelectualmente?

Yvonne Mascarenhas receberá prêmio internacional para mulheres cientistas

por Fernanda Rezende - publicado 08/03/2017 15:45 - última modificação 08/03/2017 15:42

Yvonne MascarenhasYvonne Primerano Mascarenhas, do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da USP e professora honorária do IEA, será uma das 12 pesquisadoras que receberão o IUPAC-2017 Distinguished Women in Chemistry or Chemical Engineering Awards, entregue pela International Union of Pure and Applied Chemistry (IUPAC).

O prêmio foi criado para reconhecer e promover o trabalho das mulheres químicas/engenheiras químicas em todo o mundo. As premiadas são selecionadas com base na excelência em pesquisa básica ou aplicada, realizações distintas no ensino ou na educação, ou liderança demonstrada ou excelência gerencial nas ciências químicas.

A professora Yvonne receberá o prêmio no decurso do 46º Congresso Mundial de Química da IUPAC, que ocorrerá no próximo mês de julho, em São Paulo.

Yvonne Mascarenhas

Formada em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1954, a professora Yvonne possui doutorado em Química (Físico-Química) pela USP (1963) e pós-doutorado pela Harvard University (1973). Atualmente, é aposentada em exercício da Universidade.

Ela tem experiência na área de Física, com ênfase em Física da Matéria Condensada, atuando principalmente nos seguintes temas: determinação de estruturas moleculares por difração de raios X por monocristais ou por pó microcristalino e estudos estruturais de materiais em solução ou sólidos semicristalinos usando espalhamento de raios X a baixos ângulos.

Recebeu várias condecorações, prêmios e homenagens: Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico – Presidência da República do Brasil – out./1998; Homenagem pela dedicação ao ensino e à pesquisa – Câmara Municipal/Prefeitura de São Carlos – 1997; Medalha Simão Mathias – Sociedade Brasileira de Química – 1998 e o prêmio Francisco Salles Vicente de Azevedo – Associação Brasileira de Cerâmica – 1991. (Referência Currículo Lattes).

No Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP – Polo São Carlos, foi vice-coordenadora e desde 2010 vem se dedicando à difusão científica voltada para apoio ao ensino fundamental e ensino médio, coordenando um Grupo de Trabalho e uma Agência de Difusão Científica cujo principal veículo de comunicação é o Portal Ciência Web.

Com informações da Assessoria de Comunicação do IFSC

Flávio Ulhoa Coelho, em sabático no IEA, lança o romance "Pigarreios"

por Fernanda Rezende - publicado 02/03/2017 15:20 - última modificação 02/03/2017 16:19

Capa Livro PigarreiosFlávio Ulhoa Coelho, matemático que integra a primeira turma de professores da USP em Ano Sabático no IEA, lançará o romance "Pigarreios" (editora Chiado) no dia 8 de março, na Livraria Cultura do Shopping Vila Lobos, a partir das 19h. Este é o sexto livro de Coelho, que já publicou quatro coletâneas de contos e um voltado ao público infanto-juvenil.

Em Pigarreios, o autor promove uma desconstrução narrativa e permite possíveis leituras sobre um mesmo fato. Coelho explora versões diferentes de fatos corriqueiros, dependendo dos olhares dos personagens ou mesmo dos próprios narradores.

Pausa para reflexão do escritor sobre qual caminho escolher para prosseguir sua narrativa e, ao mesmo tempo, a reflexão que permite ao leitor adaptar o que se lê ao seu universo particular, um pigarreio surge no livro quando o narrador escolhe sua versão predileta de uma história para contar na varanda da praia na passagem do ano, no relacionamento de uma personagem e seu terapeuta, nas lembranças que permanecerão esquecidas apesar dos esforços. Aparece na conversa aparentemente sincera entre duas amigas, na expectativa decidida do velho Silvio, no convívio semanal da família, na voz dos invejosos, na disposição das cadeiras na mesa de jantar da casa de praia.

 

O autor

Flavio Ulhoa Coelho - PerfilCoelho é professor titular Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP, do qual já foi diretor e onde se tornou bacharel, mestre e livre-docente. No IEA, ele trabalha desde o início de 2016 e até março deste ano no projeto "História do Pensamento Algébrico e seus Desdobramentos Didáticos", no âmbito do programa Ano Sabático.

Além de livros didáticos de matemática, ele publicou os volumes de contos “Contos que Conto” (1991), “Ledos Enganos, Meras Referências” (1996), “Gambiarra e Outros Paliativos Emocionais” (2007) e “Contos&Vinténs” (2012), a novela “Pigarreios” (2016) e o livro infanto-juvenil “A turma do Costa e o desafio de Xadrez” (2014).

Ana Maria Tavares, artista e pesquisadora do IEA, tem mostra na Pinacoteca até abril

por Fernanda Rezende - publicado 18/01/2017 15:20 - última modificação 18/01/2017 16:41

Ana Maria Tavares - PerfilA exposição “No lugar mesmo”, da artista plástica Ana Maria Tavares, professora do Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e pesquisadora do Grupo de Pesquisa Fórum Permanente, do IEA, ocupa a Pinacoteca do Estado de São Paulo desde novembro de 2016 e até 10 de abril deste ano .

A mostra é uma revisão do trabalho da artista, que iniciou sua carreira em 1982, também na Pinacoteca, com a mostra individual “Objetos e interferências”.

Entre instalações, esculturas, vídeos, peças sonoras e outras obras bi e tridimensionais são mais de 160 trabalhos no primeiro andar do edifício da Luz. As obras mostram ao visitante um percurso de exploração realizado por Tavares que não se limita a uma única linguagem ou procedimento e provocam reflexões sobre problemáticas e conceitos trazidos por ela em suas obras.

A exposição faz parte da série de mostras antológicas realizadas no museu que retomam a carreira de artistas que iniciaram suas trajetórias no Brasil na década de 80. Entretanto, apesar de ser uma retrospectiva, a mostra não só retoma, mas, também, ressignifica a produção de Tavares do momento em que inicia sua carreira até agora.

Em 2016, a mostra foi eleita pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) como a melhor produção retrospectiva do ano em artes visuais.

Com informações do Jornal da USP

14ª Conferência Internacional em Saúde Urbana recebe artigos até 17 de março

por Fernanda Rezende - publicado 17/01/2017 11:50 - última modificação 17/01/2017 16:50

Mobilidade urbanaA 14ª Conferência Internacional em Saúde Urbana (14th International Conference on Urban Health) está com chamada aberta, até 17 de março, para a submissão de artigos científicos relacionados ao tema deste ano: “Equidade em Saúde: A Nova Agenda Urbana e as Metas de Desenvolvimento Sustentável” (Health Equity: The New Urban Agenda and Sustainable Development Goals). O encontro acontece de 26 a 29 de setembro em Coimbra, Portugal.

Com no máximo 300 palavras e submetidos em inglês, os resumos deverão ser de artigos relacionados aos seguintes assuntos:

- Governança urbana e políticas orientadas para a equidade (Urban governance and equity-oriented policies)

- Compreensão e abordagem das mudanças demográficas, epidemiológicas e da sociedade (Understanding and addressing demographic, epidemiologic and societal change)

- Planejamento urbano saudável, medição e métricas, dados e pesquisa (Healthy urban planning, measurement and metrics, data and research)

- Saúde e sustentabilidade ambiental (Environmental health and sustainability)

- Cuidados de saúde - acesso, serviços e qualidade (Health care - access, services and quality)

Caso tenha o trabalho aceito, pelo menos um dos autores deve comparecer à conferência para apresentação oral e exposição do artigo em mural. As submissões podem ser feitas online.

Universidade de Nagoya recebe inscrições para seleção de pesquisadores estrangeiros

por Mauro Bellesa - publicado 13/01/2017 10:35 - última modificação 17/01/2017 11:35

Universidade de Nagaoya, campus Higashiyama
Higashiyama, um dos três campi da Universidade de Nagoya

A Universidade de Nagoya, Japão, está recebendo inscrições de pesquisadores estrangeiros até 3 de fevereiro para seu programa AY2017 International Principal Investigator. A iniciativa conta com o apoio do Instituto de Pesquisa Avançada (IAR, na sigla em inglês) da universidade, que será responsável pela seleção dos aprovados.

O IAR é parceiro do IEA na rede Ubias (University-Based Institutes for Advanced Study). Os dois institutos organizaram no âmbito da Ubias a primeira edição da International Academia (2015 e 2016), que teve como tema o "Tempo".

Condições do programa

Os candidatos ao programa da Universidade de Nagoya devem ser convidados por um dos departamentos da universidade e distinguir-se pelo grau de excelência dos resultados de suas pesquisas e por ocupar uma posição de liderança em seu campo de trabalho. Os selecionados atuarão nos departamentos e farão conferências no IAR.

Serão escolhidos 3 ou 4 projetos de pesquisa a serem desenvolvidos num período de 3 a 4 meses entre 1º de abril de 2017 e 31 de março de 2018. A estada na universidade poderá ser dividida em períodos de pelo menos um mês, desde de que os vários períodos estejam incluídos no mesmo ano acadêmico.

Os selecionados também poderão viajar no território japonês ou para outros países se precisarem participar de eventos relacionados com as pesquisas em andamento.

O programa cobre as despesas da viagem inicial ao Japão e da volta ao país de origem no final da pesquisa. Também é concedido um salário condizente com os padrões de remuneração de membros estrangeiros da universidade. As demais despesas, inclusive as de moradia, devem ser custeadas pelo pesquisador.

A análise das propostas (veja o formulário de inscrição) encaminhadas pelos departamentos da universidade será feita por um comitê do IAR. Os projetos escolhidos serão anunciados no dia 1º de março. Os pesquisadores selecionados deverão apresentar plano de trabalho e currículo vitae tão logo isso seja possível.

Mais informações sobre como participar da seleção podem ser obtidas por meio de mensagem a Hirotaka Iwata (iwata.hirotaka@adm.nagoya-u.ac.jp), da Seção de Apoio à Pesquisa da universidade.

Foto: Universidade de Nagoya

Morre o cardeal d. Paulo Evaristo Arns, ex-membro do Conselho do IEA e colaborador da revista

por Fernanda Rezende - publicado 14/12/2016 17:50 - última modificação 12/01/2017 16:38

D Paulo Evaristo Arns
D. Paulo Evaristo Arns durante o lançamento do nº 24 da revista Estudos Avançados, no IEA

O cardeal d. Paulo Evaristo Arns, arcebispo emérito de São Paulo, morreu aos 95 anos nesta quarta-feira, 14 de dezembro, na capital paulista. Internado desde o dia 28 de novembro com broncopneumonia, ele sofreu falência múltipla dos órgãos.

D. Paulo integrou o Conselho Deliberativo do IEA de 2002 a 2004 como representante da sociedade civil. Em outubro de 2004, ele foi conferencista no encontro A Paz e a Religião. Na revista Estudos Avançados, publicou dois artigos: “Brasil: desafios e perspectivas” (número 40, no ano 2000) e “A Paz e as Religiões” (número 52, no ano de 2004). Ele também participou do lançamento do número 24 da revista em setembro de 1995.

Sua trajetória foi relatada no livro “O Cardeal da Resistência – As Muitas Vidas de Dom Paulo Evaristo Arns”, que teve resenha escrita por Luiz Eduardo W. Wanderley e publicada no número 80 da revista.

Paulo Saldiva receberá Prêmio Cidadão São Paulo, do Catraca Livre

por Fernanda Rezende - publicado 14/12/2016 10:30 - última modificação 20/12/2016 15:26

Paulo Saldiva - PerfilO diretor do IEA, o médico Paulo Saldiva, será um dos homenageados do Prêmio Cidadão São Paulo, conferido pelo portal Catraca Livre. Em sua quinta edição, o prêmio elege “personalidades que transformam a cidade de São Paulo em um espaço mais acolhedor, democrático e criativo”. Saldiva foi o escolhido da categoria Meio Ambiente. A cerimônia de premiação acontecerá em fevereiro de 2017 na Praça Roosevelt, símbolo da revitalização do centro de São Paulo. Leia mais sobre o prêmio.

Professor do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da USP, Saldiva lidera há anos pesquisas sobre a poluição atmosférica. Alguns de seus trabalhos inspiraram a criação de políticas públicas na capital paulista, como o rodízio municipal de veículos.

Ele integrou o Comitê da Organização Mundial de Saúde (OMS) que estabeleceu os padrões de qualidade do ar e foi membro do Comitê da Agência Internacional de Pesquisa em Câncer, também da OMS, que definiu o potencial carcinogênico da poluição atmosférica. De 2004 a 2014, fez parte do Science Advisory Committee sobre poluição do ar da Harvard School of Public Health, da Harvard University, nos Estados Unidos.

Ana Lydia Sawaya, do grupo Nutrição e Pobreza, integra documentário "Fonte da Juventude"

por Fernanda Rezende - publicado 08/12/2016 16:55 - última modificação 08/12/2016 17:10

Ana Lydia SawayaA nutricionista Ana Lydia Sawaya, coordenadora do Grupo de Pesquisa Nutrição e Pobreza do IEA e professora da Unifesp, conta no documentário “Fonte da Juventude” a história do projeto que realiza no CREN (Centro de Recuperação e Educação Nutricional) sobre obesidade e subnutrição infantil. O CREN é uma Organização Não Governamental que atua na Vila Mariana e no Jardim Matarazzo.

O filme, do diretor Estevão Ciavatta, será transmitido em quatro episódios no Fantástico, da TV Globo, a partir deste domingo, dia 11 de dezembro. A ideia é mostrar o papel da alimentação no desenvolvimento humano, social, econômico e cultural.

No dia 12 de dezembro, às 20h, o documentário será exibido na íntegra no Espaço Itaú de Cinema Augusta, seguido de debate com a presença de Ciavatta, Ana Lydia e Tereza Campello, ex-ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, com moderação da jornalista Claudia Collucci, repórter especial da Folha de S. Paulo. A entrada é gratuita.

Jovem pesquisador da Intercontinental Academia é eleito membro da ABC

por Fernanda Rezende - publicado 06/12/2016 11:05 - última modificação 07/12/2016 09:26

Helder NakayaHelder Nakaya, um dos 13 jovens pesquisadores da primeira Intercontinental Academia (ICA), foi eleito membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências. A categoria, criada em 2007, reúne pesquisadores de excelência com menos de 40 anos para mandatos de cinco anos de duração. Os escolhidos são jovens que atuam em “áreas de fronteira e têm demonstrado, por seus trabalhos, um grande potencial científico”. Nakaya integrará, até 2020, o grupo da região de São Paulo ao lado de mais quatro pesquisadores.

Bacharel em ciências biológicas e com doutorado em bioquímica e biologia molecular, ambos pela USP, Nakaya fez pós-doutorado de 2008 a 2011 na Emory University, em Atlanta (EUA), onde pesquisou o mecanismo de atuação de vacinas em células do sistema imune com técnicas em larga escala. Após a conclusão, tornou-se professor assistente do Departamento de Patologia da Emory University, utilizando a biologia de sistemas para prever e entender a resposta imune a diferentes vacinas. Dois anos depois, foi contratado como docente do Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas do Instituto de Ciências Farmacêuticas da USP.

Em 2014, Nakaya foi um dos escolhidos para participar da primeira edição da Intercontinental Academia, que tem como tema o 'tempo'. Realizada de 19 a 29 de abril de 2015 em São Paulo e de 6 a 18 de março de 2016 em Nagoya, no Japão, a ICA é uma iniciativa da rede Ubias (University-Based Institutes for Advanced Study), que reúne 36 institutos de estudos avançados baseados em universidades de todos os continentes. Esta edição foi organizada pelo IEA-USP e pelo Instituto para Estudos Avançados da Universidade de Nagoya. Em março de 2017, os jovens se reunirão novamente em São Paulo para concluir um Mooc (Massive Open Online Course) sobre o tempo, principal produto da ICA.