Você está aqui: Página Inicial / PESQUISA / Cátedras e Convênios / Cátedra de Educação Básica / Chamada de Pesquisadores

Chamada de Pesquisadores

por Nelson Niero Neto - publicado 04/03/2021 18:55 - última modificação 30/03/2021 11:44

Face ao alto interesse e significativa resposta, com número alto de consultas, esta Chamada Pública foi alterada no dia 26 de março de 2021, com reprogramação de prazos e estabelecimento de novo processo seletivo em etapas. Veja a seção “Cronograma e Submissão” e a tabela de professores supervisores.

A Cátedra de Educação Básica do IEA-USP lança chamada pública para incorporação de pesquisadores por meio dos programas de Pós-Doutorado e de Pesquisador Colaborador.

A Cátedra de Educação Básica, projeto em parceria com a Fundação Itaú para Educação e Cultura, tem por objetivo contribuir para políticas de formação e valorização do professorado da educação básica no País, especialmente das redes públicas.

A Cátedra pretende estimular pesquisas voltadas para a construção de marcos de referência teórica e análises de dados capazes de articular modelos explicativos, resultados de pesquisa científica e desafios práticos. Com esta chamada, espera-se que os pesquisadores contribuam para sistematizar informações fundamentadas sobre experiências localizadas e políticas educacionais relevantes que possibilitem incrementar e aperfeiçoar a formação do professorado e o seu desenvolvimento profissional.

Confirmando a missão do IEA-USP como órgão universitário de caráter inter-transdisciplinar, a Cátedra de Educação Básica se propõe a oferecer a possibilidade de pesquisadores e profissionais desenvolverem pesquisas inovadoras no campo da Educação e áreas correlatas, reforçando conexões institucionais e se integrando às redes de pesquisa com as quais o IEA e unidades acadêmicas parceiras mantêm relação.

Os projetos deverão se enquadrar nos eixos de atuação da Cátedra e serão supervisionados por docentes e pesquisadores membros do seu corpo acadêmico permanente.

MODALIDADES

Programa de Pós-doutorado

O Programa de Pós-Doutorado na USP é regulamentado pela Resolução 7.406, de 03/10/2017. É destinado a portadores de título de Doutorado e tem como objetivo melhorar o nível de excelência científica e tecnológica da Universidade.

Parâmetros para esta chamada:

▪ Duração: 6 a 12 meses

▪ Dedicação: mínimo 20 (vinte) horas semanais;
desejável 40 (quarenta) horas semanais

Programa Pesquisador Colaborador

Regulamentado pela Resolução 7.413, o Programa Pesquisador Colaborador é realizado por pesquisadores externos, vinculados ou não a outras instituições de ensino e pesquisa, com título de Doutor de qualquer instituição, nacional ou estrangeira.

Parâmetros para esta chamada:

▪ Dedicação: mínimo 12 (doze) horas semanais;
desejável 20 (vinte) horas semanais

▪ Duração: o período máximo de vinculação do pesquisador colaborador com o mesmo projeto de pesquisa é de 24 meses

 

FOMENTO

Os projetos para pós-doutorado e pesquisador colaborador podem ser desenvolvidos com ou sem bolsa. Caberá ao interessado indicar a modalidade  e submeter, quando for o caso, a solicitação às respectivas agências de fomento.

 

PRODUTOS E ATIVIDADES ACADÊMICAS

O projeto de pesquisa deve obrigatoriamente prever produtos acadêmicos:

  1. elaborar pelo menos um artigo digital para publicação na página da Cátedra de Educação Básica ou em site credenciado da área de Educação e correlatas;
  2. submeter pelo menos um artigo para publicação em periódico, livro ou capítulo de livro, preferencialmente em coautoria.

Além do projeto de pesquisa, submetido dentro dos critérios do programa, os candidatos selecionados deverão propor e desenvolver um plano de atividades detalhado para o período de seu vínculo com a Cátedra, prevendo o seguinte:

  1. participar na organização e produção de eventos sobre temas de interesse Cátedra de Educação Básica voltados à difusão de avanços do conhecimento para a coletividade;
  2. participar de pelo menos 1 (um) evento acadêmico destinado a aprofundamento teórico-metodológico e divulgação do tema de sua pesquisa;
  3. colaborar para a comunicação científica dos resultados dos estudos e pesquisas da Cátedra de Educação Básica, nas mídias em geral.

 

FOCOS TEMÁTICOS

Para sistematizar e integrar conhecimento científico, saberes técnicos, saberes práticos, saberes poéticos e saberes docentes, de modo a subsidiar estratégias, experimentos e modelos de educação integral transformadora no campo educacional, as atividades acadêmicas da Cátedra se organizam em quatro grandes focos temáticos:

Focos

Descrição

Fundamentos e Temas

Conteúdos educacionais, temas disciplinares que favoreçam a criação de centros de interesse, exploração das ideias fundamentais, noções de interdisciplinaridade e transdisciplinaridade

Práticas e Didáticas

Aprofundamento das relações entre teoria e prática, articulação entre meios e fins, exploração de metodologias e de tecnologias capazes de instrumentalizar a ação docente com qualidade-equidade

Espaços e Políticas

Relações entre diferentes níveis de planejamento e de realização de projetos, articulação entre ações individuais e projetos coletivos, construção e consolidação de políticas educacionais de Estado

Sujeitos e Sentidos

Valorização social da docência e da condição de professor – tutoria, orientação, mediação, cartografia de relevâncias, colaboração no reconhecimento de vocações e na construção de projetos de vida

 

Pesquisas e levantamentos constatam numerosas experiências pedagógicas que, por diversos motivos, têm sido pouco estudadas. Fundamentos, estratégias, soluções e práticas geradas por essas experiências podem ser inspiradores para outras situações e para outros e novos tempos e lugares. Trata-se não somente de detectar defeitos, reconhecer problemas e apontar desafios, mas também identificar avanços, focais ou sistêmicos, em todos os níveis e dimensões da realidade educacional, nas práticas, nas escolas, nas redes, nos arranjos institucionais, nos territórios. Em particular, será dedicada atenção especial a experiências exitosas relacionadas a políticas de formação e valorização docente para, enfim, avaliar e propor modelos inovadores de formação docente inicial aplicáveis às redes públicas de educação, numa perspectiva de prototipagem institucional, sobretudo na interface educação superior e educação básica.

O eixo de Curadoria e Pesquisas da Cátedra se desdobra em três linhas:

1. Cartografia de experiências pedagógicas inter-transdisciplinares

2. Prospecção de inovações curriculares para formação de professores

3. Modelagem de Ecossistemas educacionais

 

Temas e docentes/pesquisadores supervisores da Cátedra de Educação Básica

 

Supervisor/Docente USP

Temas/tópicos de pesquisa/atuação

Ana Estela Haddad

1.    Educação, Saúde, Qualidade de Vida e Sustentabilidade
2.    Educação e Trabalho aplicados ao tema da Saúde e Qualidade de Vida
3.    Tecnologias e Mídias Digitais: aplicações na Educação Básica

Ana Paula Magalhães

1.    História da Educação: fontes materiais, visuais e escritas
2.    Educação e Política: uma perspectiva histórica
3.    Políticas Educacionais no Brasil contemporâneo

Claudia Passador

1.    Avaliação de Políticas Públicas de Educação Básica
2.    Gestão Escolar e Políticas de Estado
3.    Educação no Campo

Diana Vidal

1.    História transnacional da educação
2.    Tradição e inovação em educação em perspectiva histórica
3.    Cultura escolar e cultura material escolar em perspectiva histórica

Elie Ghanem

1.    Educação escolar indígena
2.    Inovação educacional
3.    Educação e direitos humanos

Gislene Aparecida dos Santos 1.    Epistemologias decoloniais (com foco na Educação)
2.    Racismo estrutural, patriarcalismo e viés implícito: barreiras ao conhecimento
3.    Sociedade, Diversidade e Direitos (com foco no direito à Educação)
Herbert Alexandre João [Disponível para futuras chamadas]

Jaqueline Moll

1. Educação integral e justiça curricular

2. Cidades educadoras: escola, território e intersetorialidade

Lino de Macedo

1.    Educação Infantil
2.    Ideia de competências na BNCC
3.    Habilidades socioemocionais na Educação Básica

Luís Carlos de Menezes

[Disponível para futuras chamadas]

Mozart Neves Ramos

[Disponível para futuras chamadas]

Naomar de Almeida Filho

1.    Educação, saúde e qualidade de vida
2.    Arquiteturas curriculares e modelos de inovação na formação de professores
3.    Soluções tecnológicas de Educação Aberta Digital (EAbD)

Nilson José Machado

1.    Exploração das ideias fundamentais nos processos de ensino-aprendizagem
2.    Conteúdos educacionais e temas disciplinares de interesse em Educação
3.    Noções de interdisciplinaridade e transdisciplinaridade

Roseli de Deus Lopes

1.    Iniciação à pesquisa científica e tecnológica na Educação Básica
2.    Tecnologias digitais para aprendizagem criativa e colaborativa
3.    Aprendizagem centrada no fazer (maker-centered) e STEAM

Tereza Campello [Disponível para futuras chamadas]

Yvonne Mascarenhas

1.    Educação para Ciência e Tecnologia
2.    Atividades extra escolares visando estimular interesse dos alunos

 

➔ Temas sujeitos a alteração. Para submeter sua proposta, leia a seção “Cronograma e Submissão” abaixo.

 

Integram também a equipe da Cátedra os pesquisadores abaixo relacionados. Eles poderão contribuir com os projetos selecionados, de acordo com os temas/tópicos de pesquisa/atuação.

Pesquisador

Temas/tópicos de pesquisa/atuação

Beatriz Cardoso

1. Formação de professores para séries iniciais e Educação Infantil
2. Alfabetização: infraestrutura do ensino da leitura e da escrita
3. Política pública e projetos de formação na Educação Básica

Bernardete Gatti

[Disponível para futuras chamadas]

Claudia Costin

1. Gestão de Políticas Educacionais
2. Gestão Escolar na Educação Básica

David Cavallo

1. Computação, novas tecnologias digitais e aprendizagem ativa
2. Novos conteúdos e redes de apoio para ambientes tecnológicos
3. Ecossistemas de aprendizagem para populações e comunidades excluídas

Francisco Cordão

1. Educação integral, Trabalho e Sociedade
2. Abrangência da ação docente na Educação Profissional de Qualidade;
3. Atividades de Ensino comprometidas com os Resultados de Aprendizagem.

 

CRONOGRAMA E SUBMISSÃO

Etapas do Processo Seletivo:

Primeira Etapa – Enquadramento – Prazo: 15 de abril

1)      Candidatos preenchem formulário eletrônico de consulta sobre enquadramento da proposta no escopo da Cátedra; formulário consta de Título (até 150 caracteres) e Resumo do Projeto (até 500 caracteres), indicando opções (primeira, segunda e terceira) de Temas/tópicos de pesquisa/atuação e de supervisor/es.

2)      Comissão Julgadora formada pelos membros fundadores da Cátedra (Profs. Nilson Machado, Lino de Macedo, Luis Carlos de Menezes), assessorada pelos pesquisadores/supervisores, avaliará cada consulta e, confirmada sua pertinência ao escopo da Cátedra, autorizará a emissão da Carta de Encaminhamento do respectivo projeto.

 

Segunda Etapa – Inscrição - Prazo: 30 de abril

3)      Comissão de Pesquisa do IEA-USP receberá as propostas e, com base no parecer de consultores externos ad-hoc, indicará ou não sua recomendação.

4)      Os projetos recomendados pela Comissão de Pesquisa serão classificados pela Comissão Julgadora da Cátedra que, na medida da disponibilidade, indicará sua distribuição aos respectivos pesquisadores/supervisores.

Submeta sua proposta aqui até às 12h (meio-dia) do dia 15 de abril.

 

Informações adicionais sobre o programa:

Para mais informações sobre a Cátedra, acesse https://www.catedraeducacaousp.org/ e https://www.youtube.com/c/catedradeeducacaobasica.